Animais

Estudo estatístico afirma: 750 mil usuários do Tinder estão infestados com piolhos pubianos

Piolho pubiano , Phthirus pubis , ou “chato”, como é popularmente conhecido, já foi considerado uma das mais graves infecções sexualmente transmissíveis. No entanto, nos dias de hoje, raramente há relatos de infestação. Acredita-se que com o “estouro” da internet, muitas pessoas já descobrem o diagnóstico em casa e resolvem o problema sem buscar ajuda médica.

Os piolhos pubianos já são velhos conhecidos dos humanos e há evidencias paleo-parasitológica de que já infestavam as partes baixas há 10 mil anos. E não pense que este era um problema dos pobres, muitos membros da realeza eram incrivelmente infestados. No entanto, os piolhos pubianos não são as únicas criaturas a se adaptar a vida boa de ectoparasita humano. Os piolhos (Pediculus humanus) ainda são motivo de muita dor de cabeça em diversas culturas do mundo.


Enquanto os piolhos se adaptaram perfeitamente à vida na cabeça dos humanos, os piolhos pubianos se adaptaram a um ambiente mais quente e úmido… e você sabe muito bem onde… preenchidos com uma abundância de pelos grossos, ou seja, o refúgio ideal.

Chato1

Apesar de afetar preferencialmente a região púbica, o piolho-do-púbis pode estar presente em outras áreas com pelos no corpo, como axilas, barba, cílios e sobrancelhas. O Pthirus pubis não costuma afetar áreas que não são cobertas por pelos.

A fato é que embora hoje não se fale muito em piolhos pubianos, ainda há muita gente infestada contaminando seus parceiros sexuais. Estimativas indicam que a taxa de prevalência da infestação por piolhos pubianos em adultos em cerca de 1-2 por cento da população. As taxas podem ser um pouco maiores em indivíduos mais velhos, especialmente os homens e homens que fazem sexo com homens.

Um estudo estatístico comprovou que cerca de 750.000 pessoas que usam Tinder tem as partes íntimas infestadas com piolhos pubianos e se você usuário do aplicativo, fique bastante atento (a) com quem anda saindo.

Fonte: sciencealert  
Imagens: Reprodução/ ufrgspdg.estiga/ mdsaude

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo