Curiosidades

Descoberta do mais antigo DNA humano pode reescrever a árvore evolutiva do homem!

A história da árvore evolutiva descrita nos livros de história pode tomar um rumo diferente nos próximos anos… Isso mesmo! Pesquisadores conseguiram sequenciar uma parte do mais antigo DNA humano datados de 430.000 anos atrás de fósseis de osso da coxa encontrados no norte da Espanha. Com essa descoberta e com a análise desses fósseis os pesquisadores afirmam que nossa origem pode está muito mais profunda e antiga do que se pensavam e que isso pode mudar e reescrever a nossa árvore evolutiva.

Tudo começou em 1997 quando os arqueólogos escavaram esqueletos no norte da Espanha e conseguiram fósseis datados de 430.000 anos atrás. Os crânios foram descritos como os primórdios do homem Neandertal da qual veio a nossa evolução anos mais tarde. Porém, novas evidências científicas e que foram publicadas na revista Nature mostraram a partir do DNA que as espécies encontradas nesta época não eram apenas de Neandertais. Com essa descoberta puderam verificar que outra espécie de humano chamado de Denisovans (que viveram no Sul da Sibéria milhares de quilômetros de distância) estava presente neste contexto.


Se a pesquisa for realmente confirmada significa dizer que a nossa história começou muito mais cedo do que se pensava e que pode ter uma origem muito mais antiga do que está sendo contada nos livros, ou seja, a nossa história será mais uma vez recontada e reconstruída sobre a evolução do homem na Terra. Os pesquisadores realizaram um cálculo e verificaram que se os Neandertais e os Denisovan foram encontrados juntos cerca de 315.000 e 540.000 anos atrás isso significa que a divisão dos nossos antepassados começou muito antes disso, ou seja, pelo menos a cerca de 750.000 anos atrás, sugerem os pesquisadores.

standard_0

Se essa pesquisa for realmente comprovada, toda a nossa história e origem poderão ser alteradas e a árvore evolutiva descrita atualmente será destruída e terá que ser reescrita novamente, ou seja, os nossos antepassados não serão os mesmos e toda a história contada deverá ser alterada a partir desses novos dados conhecidos. Tudo isso pode ser motivos para acreditar que podem ter existido outras espécies mais antigas, talvez desconhecidas pelo homem, que realmente deram origem a nossa espécie. Os pesquisadores continuam a investigar os fósseis de ossos humanos para que consigam demonstrar como espécies tão distintas poderiam ter sido encontradas juntas com tantos anos de diferença de descobertas. Por enquanto, os pesquisadores jogam suas hipóteses até que sejam realizadas confirmações científicas válidas e com provas realmente incontestáveis!

Fontes: iflsciencenature  
 Imagens: Reprodução/ publico/iflscience

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo