Ansiedade e saúde mental: drogas psicodélicas podem ser o mais recente tratamento para uma série de distúrbios

Já há algum tempo, tem-se conhecimento sobre o potencial do uso de drogas psicodélicas para tratamento de doenças mentais. Pesquisas demonstram que o uso de LSD ou outras drogas psicodélicas reduziu pensamentos suicidas e distúrbios psicológicos em pessoas com problemas mentais, tendo um efeito permanente sobre a saúde dessas pessoas.

Uma análise científica de pesquisas existentes sobre as aplicações terapêuticas das drogas chamadas de “psicodélicas”, publicada no Jornal da Associação Médica Canadense, destaca enorme potencial em substâncias como o LSD, a psilocibina (cogumelos alucinógenos) e o MDMA (o ingrediente ativo no ecstasy) no tratamento de várias doenças mentais, inclusive de transtornos de estresse pós-traumático, vício e ansiedade associada com doenças terminais e depressão.

Esses estudos têm mostrado que os pacientes frequentemente conquistam resultados duradouros depois de algumas sessões, mudando a forma em que diferentes áreas e processos cerebrais se comunicam ou sincronizam uma com a outra.

shroms-800x400

Uma investigação médica continuada e pesquisa científica sobre drogas psicodélicas podem oferecer novas formas de tratar doenças mentais e da dependência em pacientes que não se beneficiam de tratamentos disponíveis atualmente. Embora desafios metodológicos e políticos permanecem em algum grau, estudos clínicos recentes demonstraram que os estudos sobre psicodélicos como agentes terapêuticos podem estar em conformidade com os e rigorosas normas de segurança científicos, éticos esperados da pesquisa médica contemporânea.

Fonte: ScienceAlert  Imagens: Reprodução/greatheraldelitedaily