Animais

8 milhões de múmias de cachorros foram encontradas templo de Anúbis, no Egito



Em um labirinto de túneis subterrâneos no deserto egípcio, arqueólogos descobriram pelo menos oito milhões de múmias de cães em uma área próxima a um templo dedicado a Anubis, antigo deus dos mortos. Além de animais adultos de ambos os sexos, muitos filhotes com poucas horas de vida também estão mumificados. O templo está localizado na capital antiga do Egito: Mênfis

A descoberta foi descrita na Revista Antiquity e foi atribuída a um período mais recente do antigo Egito (de 664 até 322 a.C.). Os pesquisadores acreditam que, os egípcios daquela região cruzariam cães e os filhotes eram sacrificados como sinal de gratidão aos deuses.  Muitos cães foram enterrados de formas elaboradas, indicando que, naquela época, os rituais com cães eram importantes e respeitados. Além dos cães, a catacumba conta com outros animais, como falcões, raposas e gatos.


Nossas pesquisas indicam uma visão bastante diferente do relacionamento entre os antigos egípcios e os animais que eles adoravam, uma vez que muitos animais foram mortos e mumificados em questão de horas ou dias depois do nascimento“, disse Paul Nicholson, um arqueólogo da Universidade de Cardiff. “Estes animais não eram estritamente sacrificados. Pelo contrário, a dedicação de uma múmia animal foi considerada como um ato de piedade, com o animal na qualidade de intermediário entre o doador e os deuses“.

article-1371492-0B64622100000578-49_634x460

Apesar de estas catacumbas caninas terem sido descobertas no final do século 19, somente em 2011 é que os arqueólogos começaram a escavar os túneis. Alguns destes túneis medem cerca de 170 metros do corredor central com corredores que os cruzam chegando a medir 140 metros. Infelizmente, muitas múmias foram comprometidas pelo tempo ou por ladrões de tumbas.

Fontes:revistagalileuneatoramadailymail  Imagens: Reprodução/livescience/ dailymail
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.