Animais

O sêmen de abelhas possui propriedade antimicrobiana que pode ajudar a combater infecções!

O sêmen de abelhas possui propriedade antimicrobiana que pode ajudar a combater infecções!
Esse texto foi útil para você?

De uma certeza já sabemos, as abelhas são insetos fundamentais para a evolução do nosso planeta! São os seres vivos responsáveis pela polinização e garantir nossa biodiversidade. Pertencentes à ordem Hymenoptera, há mais de 20 mil espécies de abelhas, dentre estas a mais conhecida é a Apis mellifera, mais difundida pelo mundo.

Estudos recentes já demonstraram o quanto o mel produzido pelas abelhas é rico em nutrientes e que possuem propriedades antimicrobianas, porém a grande novidade é que o sêmen produzido pelos zangões que são os responsáveis pela fecundação da rainha também possui a mesma propriedade de matar certos tipos de patógenos. Isso pode ser verificado porque de acordo com os pesquisadores da University of Western Australia’s o sêmen das abelhas apresentam certos tipos de anticorpos que ajudam a defender contra uma possível doença transmitida sexualmente e garantir que os machos não passem essas doenças para a rainha, a única responsável pela colonização da colméia.


Foi encontrada pelos cientistas uma proteína específica no sêmen das abelhas que pode matar os fungos patógenos Nosema apis (fungo parasita que ataca principalmente as abelhas) de duas maneiras diferentes. A primeira foi que uma parte destas proteínas encontradas no sêmen foi capaz de parar a germinação dos esporos, ou seja, interrompendo o ciclo de vida do fungo, a segunda foi que outra parte da mesma molécula onde se encontrava a proteína foi capaz de simplesmente destruir os esporos totalmente. É nisso que os cientistas estão trabalhando para conseguir evidenciar essas proteínas antimicrobianas capazes de destruir certos patógenos e ajudar na produção de outros medicamentos.

zombie_SAPO

Os pesquisadores verificaram o quanto o sistema imunológico das abelhas é complexo e que serão necessários muitos estudos para sua total compreensão. O estudo foi realizado com a observação das abelhas australianas devido o seu declínio na fecundação. Para obtenção do sêmen foi necessário sedar algumas abelhas para conseguirem apertar seus abdomens e coletar o sêmen com uma pipeta, todavia de acordo com o estudo, publicado na Royal Society, a técnica utilizada não causa nenhum dano nas abelhas e elas continuam sua vida normalmente após a coleta.

O mais importante é que a descoberta destas propriedades antimicrobianas do sêmen destaca o quanto as abelhas são importantes para a vida do nosso planeta e que há muito que se aprender com o sistema imunológico delas, isso porque o fato destas proteínas encontradas no sêmen com essas propriedades abre um leque de estudos para o combate de infecções não somente nas próprias abelhas, mas como ação antimicrobiana em doenças diversas, inclusive no tratamento em humanos!

Fontes: iflscienceabelharoyalsocietypublishing   Imagens: Reprodução/ uol/ colmeiaeu

Comentários

Novidades

Topo