Alimentação

Estudo comprova que o açúcar estimula duas áreas do cérebro que obriga você a comer cada vez mais

Tudo que nos dá sensação recompensadora, faz-nos querer repetir o processo que a gerou, é o que chamamos de mecanismo de reforço. Baseado nisso, um estudo publicado na revista Nature Neuroscience mostrou que o açúcar estimula duas partes distintas do cérebro e acaba por instigar a maior ingestão deste alimento.

Já está comprovado que o açúcar provoca no nosso corpo a liberação de taxas expressivas de dopamina, um neurotransmissor envolvido no sistema de recompensa. A liberação desta substância ajuda na ação do mecanismo do açúcar no nosso organismo.


O que os cientistas queriam investigar se tanto o paladar doce quanto a aquisição de calorias eram recompensas que se originavam na mesma região do cérebro. Para isso, acompanharam 170 ratos que tinham à sua disposição diversos tipos de guloseima artificiais e então monitoraram síntese da dopamina e a atividade cerebral das cobaias. Os resultados mostraram que duas partes diferentes do corpo armazenavam separadamente a informação do “doce” e a do “teor calórico”.

O corpo estriado ventral gera a recompensa de doce e é parte do sistema de recompensa do cérebro. A recompensa calórica está ligada ao corpo estriado dorsal e é mais usualmente associado a partes do cérebro que ligam a aptidão de reagir a estímulos externos por partes do corpo em movimento.

jujuba01

Conforme escreveu o jornalista Rafael Fernandes ao Jornal Ciência quando os pesquisadores amarraram uma bebida açucarada a algo amargo, o que formava um sabor desagradável, e depois usaram uma luz focalizada para estimular as células dentro do corpo estriado dorsal, os ratos lamberam mais do que saborearam. Isso mostra que seus cérebros priorizam o alto teor calórico de açúcar em vez do sabor doce. Ou seja, notavelmente, o corpo estriado dorsal tinha a capacidade de substituir o corpo estriado ventral do foco de recompensa.

Assim, o pesquisador, envolvido no estudo, Ivan de Araújo, membro da University-affiliated John B. Pierce Laboratory in New Haven, Connecticut, concluiu que existe uma área do cérebro que comanda o comportamento do animal e isso permite que o animal ignore quaisquer aversões a fim de priorizar a busca por energia. Ou seja, quando você ingere açúcar há duas áreas do cérebro que são estimuladas e inventiva você a querer comer sempre mais para suprir suas necessidades calóricas.

Fonte:  jornalciencia/
  nature   Imagens: Reprodução/tudoXnada/
nutriphysio

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo