Anomalias e doenças

A bizarra condição de homens que desenvolvem ‘gravidez fantasma’



Harry Ashby, de 29 anos, trabalhava como segurança na Inglaterra e figurou nas manchetes de vários jornais britânicos por estar sofrendo uma série de sintomas atípicos para um homem: náuseas, enjoos, aumento de peso e até crescimento da barriga. Curiosamente, esses eram os mesmos sintomas que sua namorada, grávida, sentia. Ashby foi ao médico e obteve o diagnóstico: ele estava com síndrome de Couvade.

Conhecida como síndrome de Couvade, a gravidez fantasma masculina, obviamente não está relacionada ao desenvolvimento do embrião no interior do corpo do indivíduo em questão. Trata-se da manifestação de sensações semelhantes às da companheira grávida, tais como: ganho de peso, enjoos, manifestação de desejos, dor de cabeça e nas costas, alterações intestinais, vontade de urinar com muita frequência e oscilação de humor. Em alguns casos, inclusive, há o aumento do abdome masculino.


Embora nem todos os fatores relacionados à sua manifestação sejam conhecidos; acredita-se que o quadro seja uma condição psicossomática, ou seja, uma espécie de resposta física a um estímulo emocional. Algumas pesquisas apontam fatores hormonais, mas os resultados, pelo menos até segunda ordem, não são conclusivos.

man-preg2-880x672

Em 2013, uma equipe de pesquisadores poloneses observou 143 homens que estavam para ser pais e concluiu que 72% deles apresentaram pelo menos um dos 16 sintomas da síndrome de Couvade durante a gravidez de suas esposas. Os resultados do estudo foram publicados na revista científica Medical Science Monitor. Antes disso, outro estudo realizado em 2007 por pesquisadores da Universidade St. George, de Londres, analisou 282 futuros pais que acompanhavam suas mulheres grávidas ao hospital e constatou que 11 deles relataram sintomas similares aos de Ashby.

Um dos líderes da pesquisa, Arthur Brennan, disse à época que, apesar de parecer fingimento, esses sintomas dos homens são reais. “Algumas pessoas podem pensar que esses homens estão fingindo, mas eles não estão querendo chamar a atenção. Esses sintomas são involuntários.”

 Fontes: washingtonpost/scientificamericanbrasilescola   Imagens: Reprodução/mensexmd/dailymail
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.