Anomalias e doenças

Segundo a ONU, aplicativos de paquera tem aumentado os casos de Aids entre adolescentes





Com o avanço da tecnologia, o aumento no uso de aplicativos de paquera é evidente. O surpreendente é que isso se tornou um dos principais fatores responsáveis por uma nova epidemia de HIV entre jovens homens homossexuais, de acordo com um estudo da Unicef.

A região estudada pela pesquisa foi a Ásia-Pacífico, incluindo países como China, Japão, Indonésia, Tailândia e nações da Oceania. Essa região (que concentra metade do 1,2 bilhão de adolescentes do mundo) passa por uma “epidemia oculta” de HIV que afeta jovens de 15 a 19 anos. Em 2014, foram notificados 50 mil novos casos, representando 15% das infecções registradas na região nesse mesmo período.


O estudo, que durou dois anos, concluiu que aplicativos de paquera para celular aumentaram as opções de sexo casual entre adolescentes. Usuários desses aplicativos, que pipocaram nos smartphones, podem marcar encontros e apenas algumas tecladas depois estarem prontos para um contato sexual.

using-smartphone

De acordo com a Unicef, essa nova tendência coincide com o aumento no comportamento de risco, como por exemplo, o envolvimento sexual com mais de um parceiro e o uso irregular de métodos de proteção. Ainda segundo dados da pesquisa, os setores mais vulneráveis à transmissão do HIV são os marginalizados, que foram rejeitados pelas famílias e ignorados pelos serviços públicos de saúde e educação.

Uma forma de combater essa nova epidemia entre os jovens pode ser criar aplicativos de paquera populares para promover a educação sexual e a conscientização quanto a realização de exames de verificação da infecção.

Embora esse estudo não englobe o Brasil, dados do Ministério da Saúde mostram que a infecção está aumentando entre jovens de 15 a 24 anos.

Fonte: bbc
Imagens: notícias/santopapo
Comentários

Novidades

Topo