Anomalias e doenças

Novo medicamento é capaz de anular uma overdose de heroína e pode salvar muitas vidas

É bastante comum vermos nos noticiários muitos casos de mortes por overdoses de drogas, sejam elas líticas (medicamentos para o tratamento de doenças) ou ilícitas, como a cocaína e a heroína. Os números de casos de mortes com overdose só cresce a cada dia e não há muito que pode ser feito nestes casos, muitas vezes porque o atendimento demora bastante e os efeitos dessas drogas agem rapidamente no nosso organismo.

Nos Estados Unidos cresce o número de mortes por overdose, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças atingiu o número de 43.982 mortes por overdose em 2013. Aqui no Brasil e na América Latina o número tende a aumentar por causa do volume de tráfico que existe nos países, mesmo assim ainda conta com cerca de 4.900 mortes em 2012.


No entanto, existe uma medicação que é pouco conhecida e que inverte os efeitos de overdose dos opiáceos, substâncias derivados da papoula, como a codeína e morfina que são derivados do ópio e que a partir delas se produz a heroína, uma das drogas ilícitas que mais mata em overdose. O medicamento que pode anular o efeito dessa droga é chamado de Naloxona que reverte os efeitos de uma superdosagem com opiáceos, sejam eles a morfina ou principalmente a heroína. O princípio ativo da Naloxona é ligar-se aos opiáceos receptores sem ativá-los, bloqueando e reduzindo assim os efeitos da overdose. No entanto, eles devem ser administrados rapidamente, pois uma superdosagem de drogas como a heroína pode matar uma pessoa em pouco tempo.

naloxona-459x278

Por isso, leis globais que fazem a regulação do uso da Naloxona estudam a possibilidade de garantir facilidade de acesso a esse tipo de medicamento a certos usuários de drogas, como os que usam morfina diariamente. Por exemplo, no Reino Unido entrou em vigor uma lei no dia 1º de outubro de 2015 permitindo que qualquer pessoa que trabalhe com o tratamento com drogas opiáceas possa administrar a medicação sem receita médica. No entanto, um porta-voz de Saúde Pública da Inglaterra disse que como a medicação ainda continua sendo injetáveis várias empresas farmacêuticas trabalham para melhorar o acesso a esta medicação e estão desenvolvendo a Naloxona na forma de sprays ou na forma de comprimidos sublingual.

A Naloxona tem se mostrado um grande potencial na redução de mortes por overdose de opioides, dizem vários estudos, um dos quais mostrou que há super chances de recuperação após uma overdose. Isso mostra o peso que a medicação tem para que todos os usuários de drogas e seus familiares devem ter acesso rápido à Naloxona para que seja aplicado de forma emergencial. Todavia, enquanto os opiáceos não são os responsáveis por todas as overdoses de drogas do mundo, eles crescem rapidamente e principalmente nos Estados Unidos que só em 2013 mais de 16.000 mortes foram constatadas causadas por opioides de prescrição médica, enquanto mais de 8.000 foram resultados da heroína!

Fontes: iflscience/injepijournal/unifesp   Imagens: Reprodução/lookfordiagnosis/palm

Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Comentários

Novidades

Topo