Comportamento

Estudos afirmam que a música pode aliviar a dor, ansiedade e auxiliar na recuperação antes, durante e após cirurgias!



6É fato que a música nos traz muita paz e felicidade, principalmente quando é aquela música ou melodia que lembramos momentos felizes. Isso acontece porque o nosso ouvido capta os sons que são transformados em estímulos elétricos e que chegam ao nosso cérebro provocando o aumento de um hormônio chamado de endorfina. Esse hormônio causa bem-estar, relaxa o nosso corpo e ainda diminui os batimentos cardíacos e a pressão arterial.

Foi exatamente isso que pesquisadores da Universidade de Zurique, na Suíça, começaram a identificar num estudo que relacionou ouvir músicas antes, durante e após processos cirúrgicos. Verificaram que os pacientes que ouviram músicas durante esses estágios de tratamentos tinham menor pressão arterial, menor freqüência cardíaca e muito melhor recuperação, principalmente quando escolhiam suas próprias playlist. O Dr. Vetter, Universidade de Zurique, disse que como a maioria dos pacientes possui smartphones com suas próprias listas de músicas viram que ficava mais fácil e melhor a recuperação de processos cirúrgicos quando eles eram induzidos a ouvi-las durante todo o processo.


Para verificar de fato o impacto da música sobre os resultados cirúrgicos foram avaliados dados de 47 estudos, incluindo 26 que analisaram o efeito da música antes da cirurgia, 25 que analisaram a música durante a cirurgia e 25 que analisaram a música durante a recuperação. No geral, foi verificado que a música ajudou a diminuir em 31% a dor, 29% menor chance de usar medicação para a dor e diminuiu em 34% a ansiedade dos pacientes. Além disso, concluiu que a música conseguiu diminuir em 40% a pressão arterial e 27% a freqüência cardíaca dos pacientes.

maxresdefault

Os pesquisadores da revista Annals of Surgery relataram no estudo que os pacientes que escolhiam suas próprias músicas tinham os benefícios aumentados, ou seja, os pacientes tinham uma melhor recuperação em até 47% dos que ouviam músicas selecionadas pelos médicos. Ou seja, fica clara a evidência científica de que a música pode sim nos auxiliar a alcançar a cura de várias doenças. Que a intervenção através da música nos hospitais pode trazer benefícios inatingíveis por medicamentos e tratamentos usuais, portanto deve sim ser incluído no tratamento antes, durante e pós procedimentos hospitalares, principalmente em cirurgias e doenças crônicas.

A pesquisadora Marianne Heijden do Erasmo Centro Médico – Hospital de Crianças Sophia em Roterdã, nos países baixos, afirma que essa intervenção da música pode aumentar as chances de recuperação e cura no tratamento de doenças e que isso deve ser adotado e adaptado na medicina e nos hospitais, apesar do pouco contato que os pacientes possuem com a música, é necessário que seja realizado um crescimento e desenvolvimento na utilização desta técnica que mostra evidências científicas com benefícios impactantes em processos cirúrgicos e sua recuperação!

Fontes: dailymail/minhavida    Imagens: Reprodução/youtube/mundopositivo

 

Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.