Animais

Conheça os oito doenças mais perigosas do mundo!



Recentemente a Organização Mundial da Saúde (OMS) realizou uma reunião com vários cientistas de diversas áreas, incluindo a virologia, microbiologia e medicina clínica com o objetivo de identificar cinco a nove agentes patogênicos possíveis de causar graves surtos no futuro. O resultado desta convenção resultou numa lista de oito doenças que deverão ser priorizadas pelos sistemas de saúde no mundo para que surtos e epidemias não venham se disseminar pela população.

Conheça agora as doenças mortais que são consideradas as mais perigosas do mundo, em relação a sua alta taxa de mortalidade, disseminação pela população e agravantes:


1º lugar: Febre hemorrágica da Crimeia-Congo (CCHF)

Hyalomma_marginatum

Causada por um vírus que é transmitido através de carrapatos do  gênero Hyalomma que se alimentam do sangue de gado, não existe vacina disponível no momento e tem uma taxa de mortalidade de 40%.

2º lugar:  Febre hemorrágica de Marburg

Fiebres-Hemorragicas-Marburgo-Virus-Familia-Ebola-Marburgvirus

É uma virose natural que causa uma hemorragia fulminante com uma síndrome severa de choque e com uma alta taxa de mortalidade. Pode ser transmitida por morcegos frutívoros, mas também entre humanos. As pessoas mais afetadas são aquelas que tem exposição prolongada a cavernas habitadas por morcegos Rousettus família Pteropodidae, hospedeiros naturais do vírus de Marburg.

3º lugar:  Febre de Lassa

Lassa_virus

Também causa uma febre hemorrágica causada pelo vírus de RNA chamado de Lassa. A infecção pode ser causada pela exposição a excrementos de animais através da respiração e pelo trato gastrointestinal. A infecção em humanos acontece tipicamente pela exposição à excrementos animais, através do trato respiratório ou área gastrointestinal. Crê-se que a inalação de partículas minúsculas de material infectado (aerossol) seja o meio mais simples de contaminação. É possível adquirir a infecção pela pele com rachaduras ( feridas, cortes ) ou pelas membranas das mucosas que sejam expostas diretamente ao material infectado.

4º lugar:  Ebola

about-ebola

Também causada por um vírus fatal que causa uma hemorragia severa nos pacientes, principalmente nos órgãos internos. O vírus é nativo da África onde ocorrem vários surtos e sua taxa de letalidade é de 90%.

5º lugar:  SARS

6ab78-main_symptoms_connected_with_sars_disease1-2

Também chamada de Síndrome Respiratória aguda grave ou Pneumonia Asiática. Cientistas do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) detectaram um coronavírus, até então desconhecido, e que tem sido a hipótese principal da doença. Causa muita dor de cabeça, desconforto geral e dores pelo corpo, após 2 a 7 dias os pacientes podem apresentar boca seca e problemas na respiração.

6º lugar: MERS

mers-2

Também chamada de síndrome respiratória do Oriente Médio. Também causada por um coronavírus que gera problemas respiratórios severos, tosse e febre. Ainda não há uma confirmação de como o contágio acontece, mas tem origem animal e que entre os humanos o contágio seja por meio de secreções respiratórias.

7º lugar:  Febre do Vale Rift

culex_molestus_photo_stephendoggett

É uma zoonose viral aguda transmitido por mosquitos infectados pelo vírus de RNA, como os do gênero Aedes e Culex. O vírus apresenta período de incubação de 2 a 6 dias e pode causar febre, cefaléia, mialgia e alterações hepáticas. Não é muito letal e sua taxa de mortalidade é de 1% e os casos que evoluem para o quadro hemorrágico são de apenas 2%.

8º lugar: Nipah

nipah-virus

É uma doença causada por um vírus altamente infeccioso cujo habitat são morcegos frutívoros e provocam síndromes respiratórias agudas e encefalites, além disso, possuem uma taxa de mortalidade entre humanos que superou os 90%.

Portanto, a OMS listou as oito doenças mais perigosas acima tendo como base a alta taxa de infecção e seu potencial para causar surtos graves no futuro. Vamos ficar alerta!

Fontes: iflscience/ccih.med/news-medical/exame.abril./febredelassa   Imagens: alagoasreal/saludymedicinas/febredelassa/ cdcbidmeshkonline/  dohanews/sosabelhas
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.