Anomalias e doenças

Uso indevido de antibióticos pode ser causa no aumento de alergias



Como já explicamos aqui no DB, o uso excessivo de antibióticos tem causado resistência em microrganismos, tornando mais difícil o seu combate. Agora, cientistas notaram que alem da resistência de bactérias, o uso indevido de medicamentos pode estar associado com casos de alergia.

Nos últimos 20 anos, médicos e imunologistas notaram o aumento dos casos de alergia, como ecsema, asma, rinite e também alergias a comidas como amendoins e castanhas em geral.


Qual a ligação?

O ser humano vive cercado por microrganismos como vírus e bactérias que são essenciais para a nossa sobrevivência e vivem em harmonia com o nosso corpo. Um exemplo disso são as bactérias presentes no nosso sistema digestivo. A primeira vista essa interação pode não ter nenhuma relação com o desenvolvimento de alergias, mas de acordo com pesquisadores essa pode ser a chave para o problema.

Quando somos crianças, a maturação do nosso sistema imunológico está diretamente ligado com as colônias de bactérias presentes no nosso intestino. Sempre que inalamos o ar, acabamos conseqüentemente engolindo algumas partículas junto com o muco. Quando essas partículas entram em contato com células do sistema imune presentes no nosso sistema digestivo, isso desencadeia a criação de um tipo de células regulatórias, que por sua vez inibem a formação de células responsáveis pela resposta alérgica no pulmão e sinus.

Tiempo-que-tardan-los-antibioticos-en-actuar

De acordo com as pesquisas, quando fazemos o uso indevido de antibióticos, que muitas vezes são usados deliberadamente para o tratamento de gripes ou infecções na garganta causados por vírus, as bactérias presentes no nosso sistema digestivo acabam desaparecendo o que acaba tornando o ambiente propicio para o crescimento de fungos.  O imunologista Gary B. Huffnagle, da Universidade de Michigan, afirma que a presença desses fungos, acaba produzindo uma substancia que impede a produção das células regulatórias.

Outra pesquisa realizada na Europa, constatou que crianças criadas em fazendas apresentam uma maior diversidade de bactérias no intestino e consequentemente tem 70% menos incidência de asma se comparadas com aquelas crianças que não foram criadas no mesmo ambiente.

Fontes: iflscience/news-medical  Imagens: saude-terra/elblogdesallud ESTE TEXTO É DE AUTORIA DA BIÓLOGA ELIS ANDRADE.
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.