Animais

Mulheres contaminadas por vírus causador de câncer em vacas podem desenvolver câncer de mama

Mulheres contaminadas por vírus causador de câncer em vacas podem desenvolver câncer de mama
Esse texto foi útil para você?

Provavelmente não é novidade para você que os vírus podem causar câncer. Atualmente, os vírus têm sido estudados em seis diferentes tipos de cânceres humanos. O exemplo mais conhecido é a relação entre a infecção pelo papilomavírus humano (HPV) e o câncer de colo de útero. Ainda assim, houve surpresa quando um estudo recente demonstrou uma ligação entre um vírus de vaca e o câncer de mama.

O vírus estudado nessa pesquisa é chamado vírus da leucemia bovina (BLV), que é o vírus mais comum causador do câncer de gado. Rebanhos infectados podem ser encontrados em todo o mundo, e nos EUA  ele tem sido detectado em 100% das grandes criações para laticínios e quase 40% dos rebanhos de corte. Mas apesar do seu potencial de causar a doença, ele só leva ao câncer em cerca de 5% das pessoas infectadas.


O vírus tem como alvo predominantemente células sanguíneas, mas também pode infectar células mamárias, e consequentemente, podem ser detectadas no leite de vaca. Embora a pasteurização torne o vírus inofensivo, os cientistas estão preocupados que a exposição a produtos alimentares poderia levar à infecção humana. Uma investigação usou anticorpos contra o vírus da leucemia bovina em humanos, e conseguiu encontrar DNA viral no tecido mamário humano, o que levou os mesmos pesquisadores a investigar a possível relação com câncer de mama.

cacer-de-mama

Agora que a ligação foi identificada, os cientistas precisam descobrir um pouco mais e olhar para as rotas de transmissão e possíveis evidências de um papel causal, porque, no momento ainda não se pode dizer que este vírus tem a capacidade de causar câncer de mama: este trabalho está sendo iniciado agora, e precisa de uma análise mais aprofundada.  Mas se essa capacidade for comprovada, isso pode ser uma coisa boa, já que pode vir a ser possível desenvolver estratégias de prevenção, como vacinas que poderiam reduzir a incidência de câncer de mama.

Fonte: iflscience  Imagens: berguedaonline/clickmee

Comentários

Novidades

Topo