Curiosidades

Pesquisadores dizem que sêmen faz bem para as mulheres e ajuda a combater a depressão

Um estudo realizado na State University of New York mostrou que o sêmen tem efeitos químicos nas alterações de humor. Os cientistas realizaram uma pesquisa de comparação com a vida sexual de várias mulheres e viram que o fluido seminal contém substâncias químicas que elevam o humor, aumentam a afeição e induzem o sono. Além disso, ficou provado que contém, pelo menos, três antidepressivos. Também se concluiu que as mulheres que têm relações sexuais desprotegidas regular não carregam sintomas de depressão e melhoram o desempenho em testes cognitivos.

Além das substâncias químicas benéficas, o fluído seminal contém cortisol, que é conhecido por aumentar a afeição das pessoas e oxitocina, que  melhora o humor . Ele também contém tirotropina (hormônio estimulante da tireoide) melatonina (um agente indutor de sono), e até mesmo de serotonina, regulador de humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e as funções intelectuais.


casal_cama1

A pesquisa

Para investigar as propriedade antidepressivas do sêmen, os autores contaram com a participação de 293 mulheres do campus da  Albany University, que concordaram em preencher um questionário anônimo sobre vários aspectos de suas vidas sexuais. Atividade sexual recente e sem preservativo foi usada como uma medida indireta da quantidade de fluído seminal que circula no corpo da mulher. Cada participante também preencheu o “Inventário de Depressão de Beck”, uma medida clínica comumente usada para diagnosticar sintomas depressivos.

Os resultados mais significativos deste estudo, publicado na revista Archives of Sexual Behavior, eram de que, mesmo após o ajuste para a frequência das relações sexuais, as mulheres que praticam sexo e nunca usavam preservativos possuíam significativamente menos sintomas depressivos do que aqueles usavam de vez enquanto ou usavam sempre. As mulheres que usavam preservativos em todas as relações apresentavam-se tão deprimidas quanto aquelas que estavam em total abstinência de sexo.

Assim, a pesquisa sugere que não são apenas que as mulheres que estão tendo sexo são simplesmente mais feliz, mas que os níveis de felicidade podem estar relacionados com a quantidade de sêmen ejaculado dentro de seu corpo.

Fonte:
 Dailymailtuasaude  Imagens: Reprodução/suplementos/iarapaes

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo