Gravidez

Para amenizar a dor da perda, pais resolvem fotografar os filhos vítimas de abortos espontâneos antes dos 3 meses de gestação

Mindy Raelynne já é mãe de 5 filhos, mas sonhava em ter mais um. Logo que engravidou decidiu chamar o bebê de Riley Jae Danison. A novidade deixou todos animados, mas um dia Mindy sentiu fortes dores abdominais enquanto fazia compras com sua mãe. Riley meio ao mundo, vítima de um aborto espontâneo  após viver apenas 7,5 semanas no ventre se sua mãe. O casal levou o feto para casa e o fotografou.

Mais tarde, Mandy ficou grávida novamente e mais uma vez passou por um aborto espontâneo em um posto de gasolina. Desta vez, o bebê era uma menina que era chamada de Annabelle e se corpinho frágil também foi levado para casa e fotografado.


Riley e Annabelle foram cremados e suas cinzas, juntamente com pequenas esculturas em sua homenagem, foram guardadas pelo casal em sua residência.

bebês2

Críticas

Por ter registrado em imagens os seus filhos não nascidos, Mindy foi duramente criticada por muitas pessoas. Quando postou as fotos no Facebook, o casal esperava que apenas seus amigos e parentes as veriam, porém, as imagens foram diversas vezes compartilhadas, chegando a pessoas totalmente desconhecidas ao redor do mundo.

Os abortos espontâneos acontecem com muita frequência e é visto como um acontecimento banal por muitas pessoas. O sofrimento dos pais é desencorajado e menosprezado. “Tente outra vez”, é o conselho mais comum.

b6fe5b69113d1f5e7a59c30f99b83b34-800x600

Fonte: sabaimaiiis  Imagens: sabaimaiiis

Comentários

Novidades

Topo