Curiosidades

Jogar vídeo game e salvar vidas. Game retira sangue dos jogadores para doação sempre que seu personagem morrer no jogo [veja o vídeo]

Os métodos tradicionais de doação de sangue consistem de uma drenagem do sangue, onde o doador visita bancos de sangue voluntariamente e faz sua doação. Mas, para atrair mais doadores e fazer da doação uma experiência divertida, surgiu o Blood Sport.

Trata-se de um esquema envolvendo jogos de vídeo game, onde minutos antes de começar o jogo, um médico insere uma agulha na veia dos ‘jogadores-doadores’, conectada a um controlador de fluxo sanguíneo. Usando apenas dois fios, o controlador é ligado à máquina de sangue através de uma placa Arduino. A placa tem duas funções: uma é enviar sinais para o sistema de coleta de sangue e a outra é manter o controle da quantidade de sangue coletado. Os jogadores permanecem jogando imersos nos acontecimentos do jogo e dificilmente percebe que o sangue está sendo coletado a cada vez que uma ‘vida’ é perdida na história do jogo.

098-1

Taran Chadha e Jamie Umpherson são os inventores do projeto e já são bem conhecidos em projetos relacionadas a jogos. No projeto do Blood Sport, eles estão levando em conta como as implicações do jogo podem afetar as pessoas na vida real. Então, toda vez que um jogador sofrer lesões no jogo, o sangue será retirado de seu braço por via intravenosa. “Nós não somos uma instituição de caridade e nem fabricantes de jogos. Estamos simplesmente criando o hardware da plataforma que nos permitirá levar os fãs de jogos a pensarem sobre as questões importantes que merecem atenção, enquanto fazem o que amam”, afirmaram.

Fonte: medicaldaily/jornalciencia  Imagens: jornalciencia
Comentários

Novidades

Topo