Curiosidades

Corpo de mulher morta por ingerir pesticidas há 16 anos é encontrado inacreditavelmente preservado

Corpo de mulher morta por ingerir pesticidas há 16 anos é encontrado inacreditavelmente preservado
Esse texto foi útil para você?

O corpo de uma mulher morta há cerca de 16 anos foi encontrado em perfeito estado de conservação na província de Sichuan, Oeste da China. Tang Deqing morreu em casa aos 25 anos de idade no ano de 1998.

Na ocasião de sua morte, a análise forense mostrou que a causa mortis de Tang foi sucídio por envenenamento com pesticidas. No entanto, sua família, suspeitou da conclusão da perícia e manteve o corpo de Tang no quarto onde ela morreu na esperança de que a verdadeira causa da sua morte fosse, um dia, revelada. “Eu conheço minha filha. Ela jamais teria cometido suicídio”, argumenta o pai de Tang.


A família se mudou para outra casa, mas manteve o corpo da jovem no mesmo quarto, acondicionado em um caixão de pinho coberto por uma fina camada de plástico. Após anos sem que ninguém entrasse na casa velha, a maioria dos objetos estavam deteriorados. Mas, para surpresa de todos, o corpo da jovem não se decompôs. O pai contou que durante estes 16 anos ele visitou o corpo da filha várias vezes e que abria o caixão. “O corpo dela sempre foi assim. Não mudou muita coisa”, conta o pai acrescentando que jamais fez uso de qualquer produto para preservar o corpo.

066

O professor de anatomia humana da Universidade de Medicina Tradicional Chinesa, Li Liangwen disse que o pesticida ingerido por Tang poderia ter matado as bactérias que viviam no seu trato digestivo, causando o mesmo efeito de conservação de um corpo preservado em formaldeído. Ele ainda disse que se o tempo estava frio no dia em que ela morreu, qualquer umidade na superfície do seu corpo teria evaporado rapidamente, protegendo os tecidos corporais de serem infectados por bactérias. Ele acrescentou que alguns dos órgãos de Tang foram removidos durante a autópsia inicial, reduzindo ainda mais o nível de bactérias em seu corpo, evitando apodrecimento no futuro.

Fonte: chinadaily   Imagens: jornaldehoje/jornalciencia

Comentários

Novidades

Topo