Sua saúde

Veja a maneira correta de guardar os medicamentos em casa. Você pode estar cometendo erros que custam muito à sua saúde

Veja a maneira correta de guardar os medicamentos em casa. Você pode estar cometendo erros que custam muito à sua saúde
Esse texto foi útil para você?

Todo mundo tem uma farmacinha em casa. Mais de 93% das residências brasileiras possuem pelo menos um medicamento guardado. No ranking de estoque de medicamentos domiciliares, os analgésicos ocupam o primeiro lugar com 11,15%, seguidos por diuréticos, antibióticos, anti-inflamatórios e antiácidos.

A maioria das pessoas guardam seus medicamentos no banheiro ou na cozinha, mas não sabem, que estes locais não são indicados para manter os medicamentos seguros. O importante é estar atento às informações da embalagem que sempre orientam para que sejam mantidos protegidos da umidade, do calor e da claridade.


A seguir veja regras básicas para o estoque de medicamentos em casa:

1- Guardar em locais altos

O ideal é sempre armazenar os medicamentos longe do alcance de crianças e animais domésticos para evitar ingestões acidentais e intoxicações, para isso, recomenda-se guardar em locais altos. Mas que seja em uma altura de fácil acesso para um idoso. Mesmo que você não tenha pessoas nesta idade em casa, lembre-se que, se você precisa pegar um medicamento é porque está com alguma dor, indisposição ou incômodo qualquer. Não é o melhor momento para subir em um banquinho ou cadeira.

2- Orientações da embalagem

Toda vez que adquirir um medicamento é preciso ler não só a bula, mas também a embalagem que dá dicas de armazenamento. Muitos medicamentos exigem refrigeração, outros necessitam até congelamento. Por isso, é preciso saber a maneira correta de armazenar cada um deles. Aliás, os medicamentos como insulinas que necessitam de refrigeração nunca devem ficar na porta das geladeiras devido às variações de temperatura.

remedios-para-levar-em-viagem-viajadora

3- Não guardar no banheiro nem na cozinha

A maioria dos ativos é sensível ao calor e a umidade. Por isso, nunca guarde a farmacinha no banheiro (local úmido) ou cozinha (por causa do calor). Coloque-a em prateleiras afastadas das paredes, já que elas também podem transmitir calor e umidade. E longe de cosméticos e de produtos de limpeza que podem causar contaminação dos medicamentos.

4- Embalagens originais

Nunca retire os medicamentos de suas embalagens originais. Muitos medicamentos são sensíveis também à luz e acondicionados em suas próprias embalagens podem acabar estragando. Nem mesmo guardando a medicação em embalagens de plástico especificas para esse fim ela estará protegida.

5- Comprimidos

Devem ser desprezados se estiverem quebrados, faltando partes, desmanchando ou esfarelando. Nas cápsulas, verifique se existem manchas na superfície, o que indica deterioração. Também é importante examinar a existência de cápsulas vazias, com rachaduras (trincadas) ou pegajosas, o que indica excesso de umidade.


intoxicacao-medicamento-crianca

6- Pomadas e cremes

Leia atentamente o rótulo, pois alguns remédios precisam ser guardados na geladeira. Também é fundamental observar se há partes com coloração e consistência diferentes e se está ocorrendo separação das partes líquida e sólida.

7- Xaropes e líquidos

Os frascos de xaropes precisam ficar fora do alcance de crianças, que podem ser atraídas por seu sabor agradável e sofrer intoxicações. Atenção aos antibióticos: alguns devem ser armazenados na geladeira, verifique a embalagem.

8- Descarte

Em casos de alteração ou validade vencida, os remédios devem ser descartados. Mas nunca no vaso sanitário ou no lixo comum. O ideal é que sejam entregues na Vigilância Sanitária municipal ou em algum posto de coleta (existente em algumas farmácia).

Fonte: drogariasbigben/gazetaonline/ Bolsademulher  Imagens: viajadora/ sequipe/

 


Comentários

Novidades

Topo