Anomalias e doenças

Tapioca, milho, amendoim, cenoura, farinha e outros. Diabéticos podem comer essas coisas sem medo?





“Descobri que sou diabética e estou tentando acertar uma dieta para minha nova condição. Queria saber se diabéticos podem comer tapioca, se é recomendado.” (Cíntia Rodrigues)

Cíntia, vamos começar pelo começo! O diabetes mellitus é caracterizado por uma alteração no metabolismo da glicose causada pela deficiência na produção ou na ação da insulina (hormônio responsável pelo controle da glicemia do organismo). Para pessoas com a doença, a ingestão exagerada de alguns alimentos pode ser um perigo. Uma dúvida bastante comum entre elas é sobre como criar e manter uma dieta saudável. Aqui vão algumas dicas sobre alguns alimentos polêmicos que os diabéticos podem ou não comer, começando pela tapioca, sua dúvida:


1- Tapioca

25

A tapioca, que é um alimento feito a partir da fécula da mandioca, não contém glúten e gordura. Comparado ao pão tradicional, a tapioca é um alimento com baixo índice glicêmico, tornando-a uma opção mais saudável e indicado para pessoas com diabetes. Mesmo assim, é preciso tomar cuidado e consumir moderadamente. Outro ponto importante: fique atento ao recheio, não adianta utilizar a opção mais saudável e incrementá-la com alimentos calóricos ou doces, que podem trazer prejuízos nutricionais. Na dúvida, o melhor é conversar com o seu nutricionista para saber qual é a dieta mais adequada e saudável, intercalando com outros alimentos.

2- Milho

delicias-do-milho-do-curau-a-salada-75-387

Esse alimento tem baixo índice glicêmico e pode ser incluído no cardápio de quem tem diabetes do tipo 1 ou 2. O milho é rico em proteínas e carboidratos, podendo prevenir doenças cardíacas, hipertensão e também auxiliar no controle da diabetes. Outro componente encontrado no milho, o manganês, ajuda na manutenção da glicose, assim como o amido garante o bom funcionamento do aparelho digestivo. A quantidade adequada é ingerir até quatro colheres de sopa dos grãos.

3- Farinha branca

pão-francês

Os alimentos elaborados com a farinha branca, como os pães e as massas, não são recomendados para os diabéticos, porque possuem um alto índice e carga glicêmica. Substituir a farinha branca pela farinha integral é uma boa escolha porque ela não proporciona altos picos glicêmicos. Porém, os alimentos integrais possuem boas quantidades de carboidratos e por isso os portadores de diabetes também não devem abusar no consumo.

4- Tubérculos e raízes tuberosas

cenoura-e-batata-edit

Alguns tubérculos apresentam alto índice e carga glicêmica, como por exemplo a batata, mandioca e cenoura cozida. Por isso, é importante intercalar esses alimentos com opções de baixa carga glicêmica e carboidratos. A pessoa deve saber escolher o cardápio que não coincida duas opções semelhantes.

5- Oleaginosas (amendoim)

amendoim-casca-de-amendoim-1362750856434_956x500-620x324

Algumas pessoas acreditam que as oleaginosas, especialmente o amendoim, podem ser prejudiciais para quem tem diabetes, mas isto não é verdade. Os alimentos  oleaginosos são ricos em gorduras monoinsaturadas que tem ação antioxidante e são protetoras ao organismo. Apesar disso, as oleaginosas são muito calóricas e por isso é preciso ficar atento às quantidades.

Fonte: minhavida/diabetesbr  Imagens: cbnsantos/vivomais/abasp/curapela/hypescience
Comentários

Novidades

Topo