Curiosidades

Sobre cocô: Por que é marrom? Por que flutua? Por que fede? E muitas outras respostas!

Fezes humanas são material restante após a digestão e absorção dos alimentos pelo tubo digestivo dos seres humanos. Geralmente têm aspecto castanho-parda e pastoso, porém pode aparecer nas mais variadas formas, tamanhos e cores. Nos seres humanos o alimento pode levar cerca de nove horas para transitar no organismo e chegar como uma massa uniforme ao intestino grosso, onde permanece por cerca de três dias. Nesse período parte da água (10 a 12 litros) e sais é absorvida, para que na região final do cólon a massa fecal se solidifique, transformando-se então nas fezes.

Apesar de ser produto da nossa excreta,  considerado nojento e muitas pessoas se negarem a falar sobre isso, selecionamos algumas perguntas que sempre são feitas sobre este tema:




1- Por que o cocô flutua?

Bem… Nem todo cocô flutua. Aqueles que possuem pouca quantidade de gordura ou bolhinhas de ar no seu interior afundam como uma âncora. Tudo depende da alimentação. Alimentos como feijão e repolho aumentam o volume de gás nas fezes, o que resulta em puns e facilita que o cocô flutue, mas isso não faz mal. Já o excesso de gordura não é saudável: fezes engorduradas geralmente indicam problemas no pâncreas ou no fígado. Nos dois casos as fezes flutam como barquinho de papel!

2- Por que é marrom?



O cocô é colorido pela estercobilina, um pigmento escuro formado no final da digestão a partir da oxidação do estercobilinogênio, que, por sua vez, é produto da digestão da bílis – líquido que ajuda a quebrar a gordura e absorver nutrientes no intestino. Quanto mais as fezes demoram para sair, mais estercobilina é produzida, e a coisa vai ficando preta.

3- Pode ajudar a desvendar crimes?

Conforme já mostramos no texto sobre o bandido que acabou fazendo cocô na casa que assaltava e foi identificado pelo DNA, dá para identificar um suspeito por amostras de DNA retiradas de fezes e até mapear o comportamento do criminoso a partir da sua alimentação mais recente. Também é possível examinar o trato digestivo para investigar, por exemplo, se o suspeito engoliu drogas.



0nriesw-rrr

4- Por que o milho aparece intacto nas fezes?

Este assunto também já foi discutido antes. Com a evolução ganhamos dentes menores e por isso mastigamos os alimentos parcialmente, como no caso do milho e feijão na qual o revestimento mais externo libera o grão mais interno. O revestimento externo do milho, por exemplo (a parte amarela), é quase que totalmente celulose, que hoje é incapaz de ser digerida com o aparelho digestivo que adquirimos com a evolução. Ele passa pelo intestino inteiro intocado, e sai parecendo um grão inteiro, apesar de ser somente a parte externa. O interior do grão é de amido e digerível, e essa é a parte que conseguimos de fato comer.

5- Quanto uma pessoa produz diariamente?

Em média, cerca de 150 gramas (54 quilos por ano, cerca de quatro toneladas ao longo da vida). Os dez milhões de portugueses geram, diariamente, 1500 toneladas. As fezes acumulam-se na parte final do intestino grosso, o reto, um segmento com cerca de 15 centímetros de comprimento. Quando o conteúdo residual alcança cerca de 30 gramas, abre-se o esfíncter interno, a musculatura que liberta as fezes. Simultaneamente, o cérebro envia um sinal para alertar para a necessidade de ir ao banheiro.

6- Por que fede

 O fedor do cocô – e do pum – é causado por compostos sulfurosos produzidos pelas bactérias em contato com o alimento no intestino. Doenças como pancreatite, fibrose cística e infecções intestinais atrapalham a digestão, e os restos de alimentos não digeridos aumentam o mal cheiro!

banheiro-publico-calcinha

7- Fazer sentado é o melhor jeito?

Não. Por incrível que pareça a melhor posição é agachado. Essa posição relaxa a musculatura que controla a saída das fezes, evitando que restos de fezes se acumulem, o que pode facilitar o surgimento de apendicite e de infecções no cólon. A razão disso é um músculo chamado “puboretal”, que age como um estilingue para o reto e mantém a nossa continência intestinal. Quando sentamos no vaso sanitário, o domínio sobre o reto é solto, mas isso acontece de forma parcial. Na postura de cócoras, todos os órgãos e músculos envolvidos na defecação relaxam, permitindo a liberação muito mais fácil das fezes. Inclusive já existe uma espécie de banquinho para melhorar a posição de usar o vaso sanitário.

Fonte: Mundo Estranho/ fezeshumanas/superinteressante  Imagens: saudehuffingtonpost/bolsademulher
23 comentários

23 Comments

  1. Maria Angélica

    em

    Então é por isso que esses médicos ortomoleculares, ou de medicina antroposófica, perguntam sempre : “seu cocô bóia ou afunda?”

  2. Maria Angélica

    em

    Ah, me lembrei! Se vc faz uam dieta muito rica em proteínas, vitaminas, elas não são totalmente absorvidas pelo organismo. Quer dizer então, que vai tudo “por água abaixo”?, ou seja, pode-se limitar a quantidade de proteinas e vitaminas consumidas, então ?

  3. Kzin

    em

    Lindaaa depois de dias soh lendo e sem comentar por falta de tempo estou de volta! aaa ontem estive na mata aqui perto, a maior floresta urbana do mundo diga-se de passagem, da pedra branca, achei uma especie de planta que nunca vi, acho q fruto ou flor, nao arranquei apenas tirei umas fotos, vc entende de plantas? tava pensando em te mandar, to curioso pra saber oq era aquilo, conheço a mata mas nao ia a anoss

  4. Maykon

    em

    Karlla, quer dizer que quando comemos milho e não o mastigamos direito, ele passa pelo nosso organismo e nada é aproveitado dele? Nenhuma proteina, vitamina e etc..?

  5. Maria Angélica… Eles perguntam isso???????? kkkkkkk… Eu não sabia! :woot:

  6. KZN, saudade de vc meninoooo!!! E ainda postou num horário em que as pessoas estão acordadas! LEGAL!

  7. Joana Mendes

    em

    + deliciososo kdo flutua!

  8. Beto

    em

    Ouvi numa aula de bio que duas substâncias, uma verde e outra vermelha se misturam, dai o marrom do tolete.

  9. kiddo

    em

    Putz… a gata sabe tuuuudo de cocô !
    Não, sem sacanagem… muito interessante o
    post.
    Agora uma pergunta que não quer calar:
    Será que vc poderia explicar para a galera
    porque o cabrito faz cocô redondo ?
    Vou ficar de olho… valeeeeu !

  10. marina

    em

    credooooo q nojo!!!! :sick:

  11. EMILLY

    em

    O MEU TÁ SEMPRE BOIANDO! :kiss:

  12. Leny

    em

    o meu coco afunda spre o q estou comendo de errado? 🙁

  13. marcella

    em

    :kiss: oi , adooooorei msm , KK ,vc é genial , com certeza vc tem a minha admiração , foi bem objetiva e suave , gostei msm beeijão .

  14. marcella

    em

    quanto mais fedido é o coco mais saudável ele éé ??? 😉

  15. Moisés D.

    em

    Essa parada de falar de cocô é muito interessante, mas diga-se de passagem, o barato é nojento e ingraçado ao mesmo tempo.
    Valeu pelas bostas das informações de Merda.

  16. Ângela

    em

    minha filha faz nuito cocô e ela só tem 2 anos e 9 meses. gostaria de saber até quanto uma criança pode fazer por vez, sendo duas vezes ao dia.

  17. Rick

    em

    Nossa, Karlla, tah de parabéns.. visitei o blog hj enkano procurava pelo tal et do pantanal q me deixou mto curioso..mas dps comecei a ver outras duvidas como essa e gostei mto.. parabéns mesmo..

  18. Olha,eu tinha essa curiosidade de saber pq as vezes o cocô boia e as vezes afunda,mas pra quem eu ia fazer essa pergunta né??
    Muito legal oq li e agora sei o pq de boiar e afundar.

    • DENISE

      em

      CARA ADOREI A EXPLICAÇÃO!!!!!!ACHO QUE TODO MUNDO FAZ ESSA PERGUNTA:PORQUE O COCÔ FLUTUA E A VEZES AFUNDA???

  19. GAbriel

    em

    e como saber se as fezes estão engorduradas?

    • Tainá

      em

      Se estiverem engorduradas, elas vão flutuar.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo