“Ouço o meu coração bater dentro do ouvido.” O que é isso?

“Olá gostaria de saber porque escuto meu coração bater dentro do meu ouvido” (Maria Kato)

Bem Maria, esse tipo de som que você relata ouvir, é um, dentre os vários, que afligem milhares de pessoas. São comuns os relatos de pessoas que ouvem barulhos semelhantes a um chiado, a uma ambulância, ao som das abelhas, a uma panela de pressão, ao barulho da chuva, dentre outros, em seu ouvido… Esses barulhos não correspondem ao som real do ambiente, e são os chamados zumbidos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) os zumbidos atingem cerca de 278 milhões de pessoas no mundo, e no Brasil acomete cerca de 28 milhões. Suas causas são diversas, mas é importante ter em mente que os zumbidos podem indicar mais de 200 tipos de problema de saúde. Então fique atenta!

Tratando-se de um sintoma e não de uma doença, o zumbido pode indicar problemas auditivos, principalmente quando as células ciliares do ouvido são danificadas, o que acaba ocasionando o envio de sinais ao cérebro que causam a sensação. Além disso, para tentar compensar alguma perda auditiva, outras partes do ouvido podem trabalhar mais rapidamente, enviando sinais ao cérebro que são interpretados como sons. O zumbido que se assemelha aos batimentos cardíacos normalmente está associado a problemas nos vasos sanguíneos ou nos músculos próximos das vias auditivas. É importante procurar um otorrinolaringologista para diagnosticar com precisão o problema, pois ele fará o diagnóstico baseado na história de vida do paciente e também poderá solicitar alguns exames de sangue, de imagem (radiografias e tomografias), avaliações otoneurológicas (observando a audição e o labirinto) e até mesmo realizar testes oftalmológicos, pois o zumbido pode estar relacionado com uma inflamação do nervo óptico.

dor-de-ouvido-em-adultos

São várias as causas que podem estar relacionadas ao zumbido: o acúmulo de cera no ouvido, algumas infecções, doenças no labirinto, a exposição a altos volumes (como em shows e baladas), altas doses de medicamentos (como anti-inflamatórios, diuréticos, antibióticos, quimioterapia, etc.), diabetes, alterações na coluna cervical ou na articulação têmporo-mandibular, problemas respiratórios, hipertensão, hipertiroidismo, doenças renais, ansiedade e até depressão. Também é comum que as pessoas que sofrem de arritmia tenham a impressão de ouvir os batimentos cardíacos em seu ouvido após praticar exercícios físicos.

cera1

Além disso, dependendo do problema relacionado, o consumo em excesso de sal, açúcares e café também pode ser um dos fatores agravantes do zumbido. Após a identificação do problema, muitas vezes, é possível minimizá-lo por meio de tratamentos e até conseguir a total eliminação dos zumbidos com o tempo. No entanto, existem casos em que não há cura total, principalmente quando há perda crônica de audição, mas existem alternativas, como alguns aparelhos que minimizam os zumbidos. Casos cirúrgicos raramente são indicados. E é muito importante que o problema seja resolvido da melhor maneira possível, pois esta alteração é uma causa comum de depressão. Então, procure um médico Maria, apenas para tranquilizar-se de que isso não significa nada.

Fontes: criasaude/minhavida/i-legumes/revistavivasaude/jornaldelondrina/laboratoriocremasco  Imagens: saude/ comentei