Curiosidades

As imagens chocam: cemitério de pneus no Kuwait abriga milhões peças e é tão grande que pode ser visto do espaço

Para os que cuidam direitinho de um pneu, ele pode percorrer em média 32 mil km. Ao fim da vida útil os seus materiais podem ser reciclados ou reutilizados para uma variedade de fins.  Mas a verdade é que nosso planeta ainda não pode se livrar com facilidade deste tipo de resíduo. Já falamos sobre uma ação ecológica falha em que milhões de pneus foram jogados ao mar na esperança que se tornassem um grande coral, o que não aconteceu.

Mas, em uma área em Sulaibiya no Kuwait, todos os anos gigantescos buracos são escavados na areia e são preenchidos de pneus velhos. Já existem mais de 7 milhões de pneus abandonados e hoje a mancha negra já pode ser vista do espaço. Acredita-se que os pneus são restos de usuários do Kuwait e países vizinhos que pagaram pela sua retirada e lá, quatro empresas são responsáveis pela eliminação das peças.

A Divisão Europeia de Aterros colocou uma lei dizendo que este tipo de eliminação de resíduos seria ilegal na Europa. Desde 2006 as novas regras da União Europeia já proibiam o descarte de pneus em aterros, o que gera cerca de 500 mil toneladas de borracha triturada reciclável a cada ano. Atualmente, mais de 80% dos 55 milhões de pneus usados na Grã-Betanha são  recuperados, reciclados e reutilizados.

kuwait-tire-graveyard-1[6]

No Brasil o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) instituiu, em 1999, a resolução 258/99  que proíbe o descarte de pneus em rios, aterros sanitários, lagos, terrenos baldios, assim como a queima desses objetos em céu aberto. Além disso, os pneus velhos passam a ser de responsabilidade de seus fabricantes, que devem dar uma destinação correta ao produto.

A melhor solução para o descarte de pneus parece ser a utilização de sua matéria triturada para construção de estradas misturando o betume (asfalto), a brita e pneu triturado. Desde a década de 1960 esta técnica já existe nos EUA, onde há hoje cerca de  35 mil quilômetros de estradas feitas de pneus reciclados. Estradas de borracha também são populares na China, Brasil, Espanha e Alemanha. A técnica foi desenvolvida para reduzir o ruído do tráfego em cerca de 25 por cento.

A seguir veja as impressionantes imagens do cemitério dos pneus no Kuwait.

kuwait-tire-graveyard-2[2]

kuwait-tire-graveyard-3[2]

kuwait-tire-graveyard-4[2]

kuwait-tire-graveyard-5[2]

Fonte: strangesounds/amusingplanet/dailymail   Imagens: amusingplanet
Comentários

Novidades

Topo