Animais

Você vai embrulhar o estômago ao assistir a reprodução incomum deste sapo [não aconselhado para tripofóbicos]

Pipa pipa, popularmente conhecido como pipa, aru, sapo-aru, sapo-do-surinã ,  é uma espécie de sapo nativa da América do Sul. A espécie tem o corpo achatado, cabeça pontuda, mãos com quatro dedos com papilas sensoriais e pés com cinco dedos ligados por membranas interdigitais. Vive na água. Como outros membros da família dos pipídeos, não possui língua. São habitantes de águas lentas e turvas, e estão perfeitamente adaptados à vida aquática.

Mas o que mais chama a atenção deste anuro é sem dúvida sua estratégia reprodutiva.


A cópula do casal pode durar até 12 horas, durante o qual o macho e fêmea executam uma série de saltos na água que provocam a excitação. A fêmea põe entre três e dez ovos, que são depositados nas costas da fêmea aderidos por uma substância esponjosa que ela produz. Ao mesmo tempo, o macho fertiliza os ovos. Este processo é repetido cerca de 20 vezes, e de 60-100 ovos serão fixados na fêmea antes de terminar a cópula.

A pele da fêmea gradualmente começa a inchar, e cresce em torno de cada ovo, eventualmente os envolvendo  completamente. Cada ovo é protegido por seu próprio bolso, conhecido como “bolsa de ninhada”, que é coberto por uma camada fina e resistente de aspecto rugoso, dando a fêmea uma aparência de favo de mel. Os embriões se desenvolverão dentro de suas bolsas e passarão pelo processo de metamorfose, tornando-se girinos, deixando a mãe somente quando atingirem tamanho suficiente para romper a bolsa que os protegem.

6042056166_80e9ce10e9_z

Fonte: euquerobiologia/youtube   Imagens: aquaportail/
listverse

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo