Curiosidades

Você sabia disso? Labirintite é causada por um problema em uma parte do seu ouvido

Com certeza você já deve ter ouvido falar da labirintite, todavia muitas pessoas confundem o termo quando se falam em tonturas, vertigens e desequilíbrio. Na verdade, o termo correto para os problemas que envolvem o ouvido interno que afeta a audição onde ficam o labirinto que é constituído pela cóclea e pelo vestíbulo, responsáveis pela audição e equilíbrio, respectivamente, são chamadas de labirintopatias e vestibulopatias, na qual a labirintite é uma dessas doenças.

A labirintite se caracteriza por uma inflamação no labirinto, local responsável pelas noções de equilíbrio e percepção de posição do nosso corpo. Quando esse local é afetado, seja por infecções bacterianas, vírus ou até mesmo uma má alimentação, inicia-se um processo inflamatório. As causas da labirintite são diversas e existem fatores que podem ocasionar e até piorar os quadros dessa patologia, como: doenças respiratórias, vírus, bactérias, tumores, má formação do labirinto (genético), uma alimentação inadequada, níveis elevados de colesterol, hipertensão, diabetes, otites, fumo, excesso de bebidas alcoólicas, tudo isso pode desencadear um processo inflamatório ou contribuir de forma direta para que esse quadro patológico aconteça, inclusive alguns medicamentos, como antibióticos, anti-inflamatórios e remédios para estresse e ansiedade são fatores que podem desenvolver uma labirintite.


Os sintomas clássicos da doença são: vertigens e tonturas que são relatadas na maioria dos casos, porém náuseas, vômitos, sudorese, perda de audição, zumbidos fortes, desequilíbrio, desorientação e até sensação de desmaios podem acontecer em casos de crises extremas. Como os sintomas são bastante comuns para várias doenças será necessário procurar um médico especialista para que o diagnóstico seja realizado com sucesso.

A labirintite se caracteriza por uma inflamação no labirinto, local responsável pelas noções de equilíbrio e percepção de posição do nosso corpo. Quando esse local é afetado, seja por infecções bacterianas, vírus ou até mesmo uma má alimentação, inicia-se um processo inflamatório. Foto: Reprodução/

A labirintite se caracteriza por uma inflamação no labirinto, local responsável pelas noções de equilíbrio e percepção de posição do nosso corpo. Quando esse local é afetado, seja por infecções bacterianas, vírus ou até mesmo uma má alimentação, inicia-se um processo inflamatório. Foto: Reprodução/epainassist

Para o diagnóstico serão necessários exames específicos no ouvido e outros neurológicos para verificar possíveis causas da infecção ou inflamação. Dependendo da causa da labirintite, o tratamento será apenas com medicamentos que aliviam os sintomas, como vasodilatadores que facilitam a circulação sanguínea, labirintos supressores que ajudam a aliviar as tonturas, além de outras medicações para aliviar as náuseas, vômitos e o mal-estar, quando a causa for por infecções bacterianas, os antibióticos entrarão em ação.

Como a labirintite não tem uma causa exclusiva é necessário levar uma vida saudável e evitar excessos, pois vários fatores em conjunto podem desencadear a uma crise aguda ou se tornar uma patologia crônica, alimentos com cafeína, muito açúcar e estimulantes como chocolate e açaí, além de alimentos ricos em potássio como melão, banana e melancia precisam ser evitados nas crises para não agravar os sintomas e claro, sintomas associados e duradouros procure um especialista médico!

Para o diagnóstico serão necessários exames específicos no ouvido e outros neurológicos para verificar possíveis causas da infecção ou inflamação.  Foto: Reprodução/plus

Para o diagnóstico serão necessários exames específicos no ouvido e outros neurológicos para verificar possíveis causas da infecção ou inflamação. Foto: Reprodução/plus

Fontes: healthlinedrauziovarella e minhavida

 


Novidades

Topo