Curiosidades

Veja como era ficar menstruada na Idade Média e como as mulheres davam seu jeitinho!

A Idade Média foi uma época temperada por muita falta de higiene e tratamento médicos aterrorizantes. Mas e as mulheres? Como se viravam?  “Mulheres menstruadas tornam o leite azedo e as sementes estéreis (…) O olhar delas faz o espelho opaco, cega as lâminas, tira o brilho do marfim” era assim que o pensador romano Plínio, o Velho, defendia que nada poderia ser mais nocivo do que o fluxo menstrual.

Na Idade Média, a Igreja proibia as mulheres menstruadas de comungar. Na Inglaterra vitoriana de meados do século XIX, o mênstruo foi catalogado como enfermidade. Para muitos povos, a menstruação era uma espécie de tabu e o sangue menstrual um elemento impuro. Entre os Maoris, na Nova Zelândia, por exemplo, o sangue menstrual tem o status de uma pessoa morta que nunca viveu, como nos conta a antropóloga Mary Douglas.


Em alguns contextos, era dito como perigoso para o homem manter relações sexuais com uma mulher menstruada. O sangue menstrual era visto como venenoso e tóxico, a mulher menstruada não devia tocar em flores, nem preparar determinados alimentos. Em muitos casos a mulher menstruada era temporariamente afastada em locais especiais e não pode trabalhar, além de se alimentar com uma dieta especial.

Absorventes? Nem pensar, claro! Na Idade Média que elas usavam toalhinhas externas para absorver o fluxo que depois eram lavados em água, sem uso de sabão. Todos sabemos que essa época não é um referencial de higiene, então era normal esse método despertar coceiras e assaduras. Alguns pesquisadores dizem que  esta época, as mulheres não usavam calcinhas! já outros garantes que na Idade Média e no Renascimento, as roupas íntimas das mulheres se assemelhavam às dos homens. Pedaços de pano eram amarrados às pernas e à cintura. Depois veio o surgimento do calção. Larguinho, era usado debaixo de um camisão. Só depois vinha a saia ou o vestido.

 

Fonte: roberto13/ revolnista/onthetail/istoe
Imagens: euescrever

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo