Alimentação

Medo: Vídeo assustador mostra que o estômago demora 2 horas para digerir uma porção de miojo



Os macarrões instantâneos estão aí para quem quiser provar uma bomba calórica, riquíssima em gordura e carregando  mais sódio do que devemos comer em um dia inteiro. Para doer menos na consciência tem gente colocando legumes na mistura, ou fazendo lasanha com miojo ou até hambúrguer.

Mas festa está com os dias contados, um estudo recente realizado no hospital Geral de Massachusetts, nos EUA tinha o objetivo de analisar o processo realizado do estômago humano durante o processamento de alguns alimentos, com foco em estudar a diferença entre a digestão do macarrão instantâneo (do tipo miojo) e o macarrão convencional.


O estudo foi realizado assim: uma pílula contendo uma microcâmera foi engolida pelos participantes do estudo. O aparelho iria transmitir as imagens do sistema digestivo a um computador. As massas frescas foram ingeridas primeiro e a digestão foi completa em cerca de 20 minutos. Os pesquisadores ficaram muito surpresos quando o macarrão instantâneo foi testado. As imagens transmitidas para o computador eram obviamente nojentas, no entanto, mostraram o estrago que uma porção de miojo pode fazer no nosso sistema digestório. De acordo com os resultados, mesmo depois de 2 horas depois de ingerido, o miojo ainda não tinha sido digerido. É provável que a grande quantidade de sódio e gordura presentes no macarrão instantâneo colaboram para que sua digestão não fosse completa.

O miojo no vídeo fica intacto por mais tempo do que qualquer outro macarrão. O miojo  põe o metabolismo sobre uma forte pressão, forçando-o a trabalhar por várias horas até que este alimento processado seja completamente dissolvido. Neste processo de fermentação, o corpo tende a liberar muita insulina, afinal os níveis de açúcar no sangue são elevados através deste trabalho intenso, ainda mais que este alimento não contém basicamente nenhum nutriente, fibra ou qualquer outra coisa que possa trazer benefícios ao corpo.

Fonte: jornalciencia/dietaemagrece
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.