Comportamento

Entenda porque 30 minutos de soneca depois do almoço faz MUITO bem à sua saúde

A “siesta” (soneca da tarde) é um tema que desperta opiniões controversas. Enquanto uns acham que cochilar depois do almoço é um merecido descanso, outros veem a prática com pouca tolerância. Mas cada vez mais estudos vêm demonstrando que a soneca traz benefícios físicos, como a recuperação do corpo, e mentais, como o aumento da concentração.

A soneca da tarde foi tema de uma estudo feito na Universidade de Berkeley, na Califórnia (EUA), na  qual 39 jovens saudáveis, foram submetidos a testes antes e depois da soneca da tarde. Os participantes tinham que decorar cem nomes e rostos na hora do almoço. Em seguida, uma parte deles era liberado para dormir, enquanto os outros eram mantidos acordados. Mais tarde os grupos voltavam e tinham que dizer os nomes e rostos que lembrassem. O resultado surpreendeu quando os  20 jovens que tiraram uma soneca depois do almoço apresentaram desempenho 10% melhor na tarefa, o que apontou para um melhor funcionamento do cérebro após a soneca.


O sono que sentimos depois do almoço se dá devido ao um instinto natural do nosso organismo. O “aviso” de satisfação (fome saciada) enviada ao cérebro “desliga” nossos sinais de alerta. Isso por que, a glicose vinda dos alimentos aumentam nossos níveis glicêmicos e inibem as células nervosas responsáveis pela sensação de alerta e então somos parcialmente desligados. Este ciclo, provoca uma diminuição nas nossas atividades gerais causando uma sensação de sono, dormência, preguiça e tudo mais. O sono funciona para nós seres humanos como um repositor de energia. Durante a noite, enquanto dormimos, repomos nossas energias através da produção de ATP e glicogênio, que abastecem nosso organismo para o dia seguinte. Quando cochilamos por cerca de 15 a 20 minutos, conseguimos ativar este mecanismo de forma a repor parte das energias perdidas ou que não foram repostas durante a noite.

cochilo-depois-do-almoco.original

O ideal é cochilar de 20 a 30 minutos

O recomendado é que a “siesta” dure de 20 a 30 minutos  após o almoço, o que já é suficiente para restaurar o equilíbrio do corpo, fortalecer a memória, aumentar a concentração, além de melhorar a parte motora. Quem gosta de dormir por 2 ou 3 horas depois do almoço deve mudar seus hábitos, pois é um tempo muito longo e irá interferir no sono noturno, que é mais saudável. A parte do cérebro que mais trabalha ao longo do dia é exatamente a que está ligada a memória. Quando não dormimos bem, ela reflete o nosso cansaço, e é por isso, que em geral, pessoas sonolentas não conseguem focar sua atenção e muito menos se lembrar de algo.

Colher_08

Fonte: minhavida/revistagalileu/polisono   Imagens: lucasfraga/colherdesaude/clicrbs

Comentários

Novidades

Topo