Curiosidades

Depois que você ler isso, nunca mais vai querer comer enlatados na vida!

Depois que você ler isso, nunca mais vai querer comer enlatados na vida!
Esse texto foi útil para você?

Os alimentos enlatados nos ajudam a economizar tempo na cozinha. É uma estratégia industrial para aumentar o tempo de conservação dos alimentos através do seu acondicionamento apropriado em um recipiente geralmente produzido em metal. Para tornar estes alimentos mais atraentes, duráveis e práticos, os fabricantes usam inúmeros aditivos químicos. Os mais comuns são os aromatizantes, corantes, antioxidantes, estabilizantes, conservantes e acidulantes. São eles os responsáveis pelo sabor, cheiro e aspecto naturais dos alimentos industrializados. Mas o quanto são seguros para sua saúde? Veja quatro componentes dos enlatados que vão fazer você querer evitar alimentos enlatados na sua vida.

1- Muito sódio

Você não precisa de se preocupar com o teor de sódio em vegetais frescos mas os vegetais enlatados representam um alto risco de conterem sódio. Os nutricionistas dizem que a maioria dos alimentos enlatados tem muito sal e outros temperos para realçar o sabor. O sódio tem funções importantes em nosso organismo, No entanto em grandes quantidades pode prejudicar a saúde. Acontece a liberação de alguns hormônios, que causam a retenção de líquidos, aumentando a pressão sanguínea, o que é ruim para o organismo por sobrecarregar o coração e principalmente para quem já possui hipertensão arterial. De acordo com a ANVISA um alimento com quantidade elevada de sódio é aquele que possui em sua composição uma quantidade igual ou superior a 400mg de sódio por 100g ou 100ml na forma como está exposto à venda.


2- Nitrito e Nitrato

Nitrato e nitrito, estão presentes também em alguns enlatados e  são adicionados como aditivo intencional, pois agem como conservantes, além de conferir cor mais desejável ao produto. O nitrito é o componente antimicrobiano, resultando na formação do ácido nitroso (HNO2). Sua ação em carnes e peixes retarda o crescimento do Clostridium botulinum e a consequente produção da enteroxina durante o armazenamento. O nitrato não apresenta nenhuma atividade inibidora contra o Clostridium botulinum, mas a sua ação é manifestada após sua redução a nitrito, por meio de microrganismos presentes nos alimentos. O nitrito consumido em quantidades excessivas é tóxico, uma vez que em certas condições, interage com aminas secundária e terciária presentes nos alimentos, formando as nitrosaminas, as quais são consideradas potencialmente cancerígenas.

alimentos-enlatados-que-parecem-saudaveis-2

3- Bisfenol A

O Bisfenol A preocupa profissionais de saúde por causa de sua possível ligação com sérios problemas de saúde. O BPA é um composto industrial, mas os fabricantes de alimentos utilizam o BPA para proteger os alimentos contra a corrosão de metais e bactérias. O BPA pode afetar o desenvolvimento neural nos fetos. O BPA também está ligado a distúrbios endócrinos, doenças cardíacas e câncer. Os Alimentos enlatados podem ter grandes quantidades de BPA.

4- Sulfitos

Os sulfitos são compostos à base de enxofre adicionados aos alimentos como conservantes. Eles são encontrados em vegetais enlatados. Uma em cada 100 pessoas é sensível aos sulfitos, e as reações podem ser mortais. A Sensibilidade varia de pessoa para pessoa, mas a reação se manifesta em problemas respiratórios. Os Sinais de uma má reação desenvolvem-se em apenas 15 minutos depois de comer alimentos com sulfitos. Os Rótulos das conservas de legumes não podem dizer “sulfitos” per se, mas se olhar para qualquer um desses ingredientes que contém sulfitos neles: dióxido de enxofre, bissulfito de potássio, metabissulfito de potássio ou de sulfito de sódio.

alimentos-enlatados-tt-width-640-height-420-crop-1

Fonte: abq/doutissima/maisequilibrio/.i-legumes    Imagens: mulher/doutissima/ bolsademulher

Comentários

Novidades

Topo