A inacreditável prova do quanto o sol envelhece sua pele está no rosto deste homem

Durante 28 anos esse homem de 69 anos, recebeu sol diretamente do lado esquerdo do seu rosto durante suas viagens como motorista de caminhão. O resultado é obvio: a pele do rosto, no lado tomado pelo sol enquanto dirigia, passou por um processo de envelhecimento precoce.

O envelhecimento prematuro pode ser desencadeado pela exposição de alguns minutos diários ao sol ao longo de alguns anos e pode provocar mudanças visíveis na pele. Sardas, manchas senis, vasinhos no rosto, pele áspera e coriácea, manchas e até câncer de pele podem ser atribuídos aos raios naturais do sol. A taxa de  fotoenvelhecimento depende de cada pessoa, da cor da pele e por quanto tempo e com que frequência ela se expõe aos raios solares intensos. Quando a pele está constantemente exposta ao sol, a pele perde a sua capacidade de se reparar e aí surgem os danos.

A repetida exposição à radiação ultravioleta (UV) causa a quebra de colágeno e impede o organismo de voltar a produzi-lo. O sol causa danos na elastina da pele, uma proteína responsável por manter a pele firme.

A foto do caminhoneiro mostra claramente os efeitos drásticos que o sol pode trazer a nossa pele. O diagnóstico dessa deformação é qualificado como dermatoheliosis unilateral, podendo também ser chamada genericamente de fotoenvelhecimento resultante da exposição crônica aos raios UVA e UVB. Durante seu trabalho como motorista de caminhão, o seu lado esquerdo, voltado para a janela do carro era sempre mais vulnerável à exposição solar do que o lado direito. A consequência dessa agressão silenciosa pode ser, nitidamente, observada nas imagens.

original21

Fonte: belezamasculina/jornalciencia  Imagens: natrilhadocastelo/jornalciencia