Gosta de incenso? Estudo revela que a fumaça do incenso é mais tóxica que a do cigarro e pode levar a mutação celular

Os incensos são utilizados desde a antiguidade por povos orientais para proteção espiritual e para atrair boas energias. Até hoje, esses itens são encontrados à vendas em lojas de produtos naturais e podem ajudar a renovar os ares na casa e melhorar o ambiente. É composto por materiais aromáticos provenientes de plantas aromáticas, muitas vezes combinados com óleos essenciais. Ele é usado em cerimônias religiosas, rituais de purificação, aromaterapias, meditação, para a criação de um estado de espírito, e para mascarar algum mau odor.

Agora, os dias de uso desta fumaça aromática podem estar contados. Uma nova pesquisa indicou que a fumaça do incenso pode ser mais mutagênica, genotóxica e citotóxica que a fumaça do cigarro. Isso quer dizer que ela é capaz de causar um dano na molécula de DNA que não é reparado no momento da replicação celular, e é passado para as gerações seguintes. Além disso, produz efeito tóxico sobre o material genético e  nas células do organismo exposto à fumaça aromática do incenso. As consequências podem variar de problemas de respiratórios até  a casos de câncer.

Um estudo liderado pelo Dr. Zhou Rong, da South China University of Technology, avaliou as sequelas da fumaça em células, em comparação aos efeitos da fumaça do cigarro. Eles testaram dois tipos de incenso. Ambos continham madeira de ágar e sândalo, que estão entre as matérias-primas mais corriqueiras usadas para fazer esse produto. Os pesquisadores então compararam os efeitos da fumaça de incenso e da fumaça de cigarro em células do ovário de hamsters chineses e fizeram testes com cepas de Salmonella. Para surpresa de todos a fumaça do incenso revelou-se mais mutagênica, citotóxica e genotóxica do que a fumaça de cigarro testada no estudo.

O estudo também revelou que a combinação da fumaça de quatro varetas de incenso continha pelo menos 60 substâncias. Alguns destes compostos causavam irritação nas vias aéreas, e os ingredientes presentes em dois palitos de incenso avaliados são conhecidos por serem altamente tóxicos.

incenso_variasvaretaas_coloridas

E no Brasil?

Preocupada com o aumento das vendas de incenso no Brasil, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, a Pró-Teste, analisou algumas marcas de incenso indiano mais vendidos no Brasil e os testes mostraram que eles realmente contêm substâncias prejudiciais à saúde. O problema é que ainda não há uma legislação específica para o assunto nem uma fiscalização por parte de órgãos públicos. Por outro lado, várias pessoas fazem incensos artesanais e vendem nas ruas sem qualquer controle. Muitos destas varetas clandestinas são feitas unicamente de substrato e uma essência qualquer, o que é ainda mais prejudicial.

Para fugir dos riscos, não use incensos com frequência, nunca os acenda em locais fechados e evite os que lançam fumaça demais. Crianças e gestantes devem manter distância!

incenso-faz-mal

Fonte: jornalciencia/Incenso/planetasustentavel  Imagens: terceiromilenionline/purodeleite/ papofeminino