Animais

Cientistas estão treinando cachorros para detectarem câncer de próstata

Que os cães conseguem farejar substâncias explosivas, encontrar pessoas desaparecidas e animais selvagens, encontrar drogas, sangue e até objetos eletrônicos, nós já sabíamos. Mas agora aquele focinho gelado vem demonstrando que pode ser eficiente em mais uma coisa. Se trata do farejamento de alguns tipos de câncer.

Cientistas estão treinando cães da raça pastor alemão para detectar câncer. No início de 2015 um cão chamado Frankie detectou câncer de tireoide em amostras de urina, com taxa de acerto de 88%. Agora mais dois pastores alemães foram treinados e conseguiram detectar o câncer de próstata com 95% de acerto, que é um número excelente.


O câncer de próstata, que é o câncer que causa mais morte entre homens, atualmente é detectado por exames de sangue que buscam encontrar antígenos específicos secretados pela glândula próstata. Quando estes antígenos estão em alta quantidade, há uma grande chance que o indivíduo tenha câncer. No entanto uma infecção urinária também pode aumentar o nível de antígenos, causando um falso positivo para o câncer e levando os médicos a fazerem exames invasivos para confirmar o diagnóstico.

É por isso que os cães foram recrutados. Existe a necessidade de um exame com mais taxa de acertos, para evitar a necessidade de biópsias de tecidos constantemente. Eles recrutaram duas fêmeas de pastor alemão que anteriormente haviam sido treinadas para farejar bombas, e as treinaram para reconhecer compostos presentes na urina de pessoas com câncer de próstata. Depois de treinados os cães verificaram 362 amostras de pessoas com câncer de próstata e 540 pessoas que não tinham nenhum tipo de câncer. A primeira cadela teve uma taxa de acerto de 100% nas amostras positivas e errou só sete amostras negativas, apontando como portadoras de câncer. A segunda cadela teve uma taxa de acerto de 98,6% nas amostras positivas.

shutterstock_250734757

Cientistas estão treinando cães da raça pastor alemão para detectar câncer. Foto: iflscience

O uso de cães para o diagnóstico definitivo esbarra em uma situação. Não se sabe quais são os produtos químicos que os cães estão farejando em amostras de pessoas que contém câncer. Sendo assim não é possível ainda desenvolver um teste para eles que possa ser desenvolvido em laboratório. Além disso os cães só foram testados para amostras de urina de pessoas já diagnosticadas anteriormente, não sabendo ainda qual será a taxa de acerto em pessoas onde o diagnóstico é uma incógnita.

pastor-alemao-515ae129bb822

O câncer de próstata, que é o câncer que causa mais morte entre homens, atualmente é detectado por exames de sangue que buscam encontrar antígenos específicos secretados pela glândula próstata. Foto: fofuxo

Fonte: iflscience e nhs


⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Novidades

Topo