Animais

Cavalos trancados em estábulo 15 anos são encontrados com cascos gigantescos, com pernas atrofiadas e afundados em mais de 1 metro de estrume

A crueldade do ser humano ultrapassa os limites do imaginável. Um estábulo de Maryland, nos EUA mantinha três cavalos em estado lastimável sem qualquer cuidado essencial há cerca de 15 anos.

Um dos animais, uma égua,  precisou ser sacrificada pois não tinha mais condições de ficar de pé devido ao péssimo estado de saúde e rompimentos dos ligamentos por falta de cuidados veterinários. Os outros dois apresentavam cascos enormes que cresceram e se enrolaram entre si fazendo com que os animais mal pudessem ficar de pé.

Para que os veterinários cortassem os cascos foi necessário promover uma sedação nos animais que provavelmente sentiam muita dor. Por causa da falta de exercícios físicos e pelo estado de seus cascos, os animais também apresentavam pernas atrofiadas, muito finas que mal suportavam o peso do corpo.

O grupo Days End Farm Horse Rescue que já cuidou de mais de 3 mil equinos abandonados garantiram que nunca viram um caso tão grave de descuido como o destes animais. Agora a mesma instituição está cuidando  dos dois sobreviventes.

2BA183F600000578-3209169-image-a-22_1440435617015

O casco do equino é um estojo córneo que serve como base de sustentação dos membros e do peso corpóreo como um todo. Quando há um desequilíbrio dos cascos, isto é, a presença de uma assimetria, ocorre uma maior frequência de alterações locomotoras, principalmente em membros anteriores, proporcionando desconforto ao animal. A principal ideia de aparar os cascos é que o cavalo, na sua vida selvagem, tem o desgaste naturalmente; quando eles passam a ser confinados, o crescimento é continuo e por isso o desgaste do casca precisa ser feito manualmente para prevenir futuros problemas.

2BA183FA00000578-3209169-image-a-23_1440435624046

Fonte: acemb/dailymail  Imagens: dailymail
Comentários

Novidades

Topo