Anomalias e doenças

Alô meninas! A micose de unha pode ser transmitida na manicure e pode acabar dando muita dor de cabeça!





“Sou manicure e queria saber se a micose de unha pode ser transferida para a unha da minha mão quando estou trabalhando.” (Gislaine Cortez)

Gislaine, a micose de unha, Onicomicose, é uma infecção causada por fungos. É bastante comum na população e acomete principalmente as pessoas que ficam descalças em ambientes úmidos e quentes, locais onde os fungos fazem a festa e se reproduzem muito bem, ou seja, banheiros, chuveiros, vestiários e piscinas públicas. Essa micose atinge não só as unhas das mãos, como principalmente as unhas dos pés, local mais vulnerável para infecção nos ambientes citados. Essa micose não é letal, mas causa uma grande deformidade na unha, deixando-a com a cor amarelada e muito grossa, esteticamente, causando tristeza para a maioria das mulheres.


Os trabalhos de manicure requerem certo cuidado e atenção, pois estão em constante contato com unhas infectadas e podem sim adquirir o fungo e conseqüentemente a micose. Porém, ter o contato direto com o fungo, ou seja, tocar na unha infectada por si só não caracteriza que a pessoa será infectada, esses casos são bem mais raros. É necessária a instalação do fungo na unha e meios para que o mesmo possa crescer e se reproduzir, ou seja, não basta ter o contato com o fungo é necessário um ambiente propicio para que a infecção realmente possa acontecer.

O que geralmente acontece e também é a principal causa de infecção entre as manicures é a não esterilização dos materiais utilizados, como lixas, serras de unha, alicates, tesouras, entre outros. Ou seja, o material não esterilizado acaba infectando outras pessoas não só pelos fungos, mas por muitos outros microrganismos presentes nestes objetos. Se não bastasse isso, para que realmente o fungo se instale são necessários pequenas lesões e cortes entre a unha e a pele para que o fungo se instale bem e consiga penetrar por baixo da unha para se alojar, ou seja, um local ideal para o seu crescimento. É nesse ponto na qual ocorrem as infecções em manicures, pois geralmente e com freqüência, acontece o famoso “bife” aquele corte sem querer que muitas manicures acabam fazendo quando vão retirar as cutículas e restos de unhas, principalmente nas unhas dos pés.

Essa micose atinge não só as unhas das mãos, como principalmente as unhas dos pés. Foto: Reprodução/fotosantesedepois

Essa micose atinge não só as unhas das mãos, como principalmente as unhas dos pés. Foto: Reprodução/fotosantesedepois

Portanto, teoricamente, a micose de unha pode ser transmitida de uma pessoa para outra, porém é pouco comum. A Onicomicose tem cura, porém é difícil o tratamento e a pessoa pode ter uma reinfecção se não tomar os devidos cuidados. Nos últimos anos o tratamento tem sido realizado por antifúngicos, medicamentos via oral como a Terbinafina e o Itraconazol, por apresentarem altas taxas de cura. Geralmente o tratamento demora um pouco, conforme orientação da bula do fármaco Terbinafina, para as unhas das mãos cerca de seis semanas de tratamento e para as unhas dos pés cerca de doze semanas com a administração da medicação, sem interrupção. Todavia, algumas pesquisas demonstraram que a eficácia em termos de cura e evolução clínica das onicomicoses, tanto nas mãos com nas unhas dos pés, geralmente acontece em 10 meses, sem interrupção!

Alguns esmaltes e pomadas tópicas não são eficazes sozinhas, porém ajudam muito no tratamento e servem como complemento dos medicamentos via oral. Todavia, os cuidados com a higiene pessoal evitando ficarem descalço em ambientes úmidos, quentes e públicos, além de evitar compartilhamento de materiais de manicure podem auxiliar para que a pessoa não seja novamente infectada pelos fungos, pois há uma chance de 50% disso ocorrer em pessoas que já tiveram contato com esses microrganismos. Cuidado!

Os trabalhos de manicure requerem certo cuidado e atenção, pois estão em constante contato com unhas infectadas e podem sim adquirir o fungo e conseqüentemente a micose. Foto: Reprodução/belezanomaniacas

Os trabalhos de manicure requerem certo cuidado e atenção, pois estão em constante contato com unhas infectadas e podem sim adquirir o fungo e conseqüentemente a micose. Foto: Reprodução/belezanomaniacas

Fontes: mdsaude/ tuasaude/medley/ncbi

Novidades

Topo