De onde vem o algodão que compramos no supermercado?

“Queria saber o que é algodão que a gente compra no supermercado. Uns falam que é a pétala de uma flor e outros falam que é fruto. Ainda tem gente que fala que é de origem animal (pelo). Afinal, o que é?” (Deivid Lucena)

Deivid, o algodão que compramos no supermercado vem do algodoeiro que é uma árvore frutífera e pertence a família da Malváceas, gênero Gossypium. Ele é o mesmo usado na indústria têxtil e não é nem a pétala da flor do algodoeiro, nem o fruto do algodoeiro e muito menos teve sua origem em animais.

Na verdade, como eles são originados em uma árvore frutífera, as flores darão origem ao fruto que é composto pela semente e pelas fibras do algodão, aquele parte branca e fofinha que usamos. Entretanto não é correto dizer que são fibras, esse é apenas o nome popular, o correto de se dizer é que compramos os tricomas tectores unicelulares da semente do algodão.

Os tricomas são células da epiderme, que é o tecido mais externo das plantas, como se fosse a nossa pele, portanto são muito versáteis podendo tomar várias formas e ter várias funções, como por exemplo proteção das plantas ou auxílio na regulação de umidade e calor. No caso do algodão, essas células da epiderme tem a função de auxiliar na dispersão das sementes já que elas são bem levinhas e podem ser levadas pelo vento germinando em algum lugar distante da árvore mãe. Como os frutos são deiscente, ou seja, eles se abrem espontaneamente quando maduros, eles liberam a semente com muita facilidade em qualquer lugar, por isso também servem para proteger a semente. Esses tricomas se formam projetando suas células para fora da epiderme, que são compostas em um primeiro estágio apenas pela parede celular primaria, em seguida vai depositando parede secundaria composta basicamente por celulose. Isso que torna a “fibra” do algodão volumosa.

Na verdade, como eles são originados em uma árvore frutífera, as flores darão origem ao fruto que é composto pela semente e pelas fibras do algodão, aquele parte branca e fofinha que usamos. Foto: Reprodução/sindicatodaindustria
Na verdade, como eles são originados em uma árvore frutífera, as flores darão origem ao fruto que é composto pela semente e pelas fibras do algodão, aquele parte branca e fofinha que usamos. Foto: Reprodução/sindicatodaindustria

A confusão gerada pela origem animal ou vegetal do algodão, pode ser porque a lã que é de origem estritamente animal, se parece com o algodão na cor, na textura e  na finalidade, já que os dois podem ser usados na indústria têxtil. Ou então porque algumas pessoas dizem que tricomas são pelos. Mas agora você já sabe Deivid, o algodão nada mais é que um punhado de células da camada externa da semente.

O algodão que compramos no supermercado vem do algodoeiro que é uma árvore frutífera e pertence a família da Malváceas, gênero Gossypium. Foto: Reprodução/diretodebrasilia
O algodão que compramos no supermercado vem do algodoeiro que é uma árvore frutífera e pertence a família da Malváceas, gênero Gossypium. Foto: Reprodução/diretodebrasilia

Fontes: cottonfao, ufpb