Conheça 10 fatos que aumentam suas chances de ter filhos gêmeos

Muitos casais cultivam a esperança de terem gêmeos. Ainda que nascimentos múltiplos ocorram em 3% de todas as gravidezes nos Estados Unidos anualmente, especialistas afirmam que há alguns passos que mulheres podem tomar para aumentar suas chances de terem gêmeos. Dieta, etnia, genética e estilo de vida têm um papel importante no aumento da probabilidade de a mulher conceber gêmeos. Muitos acreditam que depende da sorte, outros afirmam que ter filhos gêmeos depende da genética. Porém, apesar de parecer pura obra do acaso, muitos pais de gêmeos disseram que alguns fatores podem ter contribuído para a concepção múltipla. Alguns fatos não são cientificamente comprovados, mas não custa tentar, não é mesmo?

  1. Ter histórico de gêmeos na família

Se você tiver mãe, irmão, irmã, tio ou primos gêmeos, você poderá ter também. Algumas veze, a gravidez múltipla é hereditária. Neste caso, falamos da gestação de gêmeos que não sejam univitelinos. Se sua mãe ou avó materna teve gêmeos fraternos (bivitelinos), você pode ter herdado o gene da hiperovulação, aumentando a chance de conceber 2 ou mais de uma única vez.

  1. Estar com sobrepeso

Um estudo publicado na Faculdade Americana de Ginecologia e Obstetrícia relaciona o crescimento de gestações múltiplas com maiores taxas de obesidade. A pesquisa descobriu que mulheres com ICM a partir de 30 tiveram mais gêmeos do que as outras. Novamente esta estatística serve para gêmeos fraternos (não idênticos). A pesquisa mostrou que as mulheres acima do peso tem mais chances de ter gêmeos. De qualquer forma, esta não parece ser uma recomendação interessante, uma vez que mulheres obesas tem mais chances de desenvolverem ovários policísticos, e isso prejudica a ovulação.

  1. Engravide mais tarde

Saiba que mulheres mais velhas têm chances menores de ficarem grávidas. Porém, se ficarem, a probabilidade de elas conceberem gêmeos é maior. Quanto mais velha você for, mais provavelmente terá gêmeos. Se estiveres na casa dos 40, sua chance fica substancialmente maior – cerca de 7%. Aos 45, suas chances são de, até, 17%. Isso porque quando o relógio biológico percebe que a mulher está envelhecendo, passa a liberar mais óvulos. Porém, os riscos também aumentam, pois mamães mais velhas tem maior risco de aborto e problemas gestacionais. Além disso o bebê pode ter anormalidades cromossômicas.

00012LMT02A9ECGB-C116-F4
Saiba que mulheres mais velhas têm chances menores de ficarem grávidas. Porém, se ficarem, a probabilidade de elas conceberem gêmeos é maior. Foto: Reprodução/kobieta
  1. Tenha mais gêmeos

Quando você tem uma gravidez múltipla, significa que você tem mais chances de engravidar novamente de gêmeos. Estimativas sugerem que mães de gêmeos tem 4 vezes mais chances de conceber gêmeos novamente do que uma mulher que nunca esteve grávida ou que teve apenas 1 filho por gestação.

  1. Dieta: Mandioca e Laticínios

Ninguém sabe realmente o porquê, mas a tribo Yoruba no oeste da África tem a maior taxa de gêmeos no mundo. Um estudo concluiu que a dieta das mães era a causa, que era rica em mandioca. A casca dela contém um componente químico que induz a ovulação. Além disso, um estudo feito em 2006 descobriu que as mulheres que consomem mandioca (aipim) diariamente tem 5 vezes mais chance de ter gêmeos.

  1. Faça tratamento de fertilidade

A tecnologia da reprodução aumenta radicalmente as chances de gêmeos. Medicamentos que estimulam a ovulação podem te ajudar a ter uma gravidez múltipla, e fertilização in vitro também. Não é somente porque vários embriões são inseridos no útero da mãe ao mesmo tempo, mas também existe uma causa inexplicável de gêmeos monozigóticos (idênticos) ocorridos em gestações provenientes de fertilizações in vitro. Porém um médico que possui ética não indica ou pratica este tratamento se realmente não for clinicamente necessário (casos de infertilidade).

Um estudo concluiu que a dieta das mães era a causa, que era rica em mandioca. A casca dela contém um componente químico que induz a ovulação. Foto: Reprodução/mulher
Um estudo concluiu que a dieta das mães era a causa, que era rica em mandioca. A casca dela contém um componente químico que induz a ovulação. Foto: Reprodução/mulher
  1. Ter passado por outras gravidezes

Mulheres com 4 ou mais gravidezes aumentam dramaticamente suas probabilidades de engravidarem de gêmeos. Parece que o corpo se prepara para ter gêmeos após reconhecer que “você pode suportar”. Muitas famílias que tiveram mais de doze crianças demonstram números gradativamente maiores de gêmeos de acordo com as constantes gravidezes.

  1. Engravide enquanto ainda amamenta

A maioria das pessoas acham que é impossível engravidar enquanto se está amamentando, pois o processo de amamentação impede a mulher de ovular. Na verdade, uma grande quantidade de mães de gêmeos discordam desta ideia. Uma pesquisa sugere a teoria de que a chance de múltiplos é maior quando a mulher engravida durante a amamentação. Por exemplo, o Dr. Gary Steinman afirma que a mulher que engravida durante a amamentação tem 9 vezes mais chances de ter gêmeos do que a que não está amamentando.

  1. Engravide tomando anticoncepcional

As pílulas anticoncepcionais costumam evitar gravidez com 99.9% de sucesso. Porém, esse 0.01% pode resultar em uma dupla maternidade. Às vezes a gravidez acontece quando a pílula não é tomada corretamente durante o ciclo. Em outros casos, a mistura hormonal de um medicamento em particular anula o efeito do anticoncepcional. Neste caso, isso pode até ocasionar uma hiperovulação, aumentando a chance de múltiplos (gêmeos fraternos).

  1. Ter descendência africana

As mulheres descendentes africanas e europeias têm maiores chances. As hispânicas e asiáticas têm menores chances.

Boa sorte!

como-tomar-anticomcepcional
As pílulas anticoncepcionais costumam evitar gravidez com 99.9% de sucesso. Porém, esse 0.01% pode resultar em uma dupla maternidade. Foto: Reprodução/qrevista
Fonte: gravidez/wikihow/doutissima