Curiosidades

Absurdo sem limites! Estudantes de medicina cortam o pênis de recém-nascido, confundindo com o cordão umbilical

Não dá para imaginar uma situação parecida com o que aconteceu no hospital de Saltillo, capital do estado de Coahuila, no México. Em um gesto de extrema falta de atenção e preparo, estudantes de medicina que participavam do parto de uma mulher, confundiram o pênis do recém-nascido com o cordão umbilical e cortaram o órgão sexual do bebê.

Mas não foi só isso! Completamente desorientados com o erro cometido resolveram esconder do pais o acontecido. Para isso inventaram que a criança precisaria de uma intervenção de emergência para reparar uma “pequena lesão”. Eles acreditavam poder corrigir o erro da melhor maneira possível e saírem ilesos da culpa. Mas o pai, ficou muito desconfiado, quando depois de duas horas do nascimento do bebê, ele ainda não pudesse ter visto o filho.


Para piorar a situação, os estudantes acabaram piorando a lesão nos genitais da criança, causando danos com cerca de dois centímetros de profundidade. O bebê só foi liberado várias horas depois, mas o estrago já havia sido feito.

Agora os pais, completamente revoltados, não se conformam de as vidas da mãe e do filho terem sido colocadas na mão de estagiários inexperientes. Em nota oficial, o Instituto Mexicano de Segurança Social afirmou que “de acordo com as informações disponíveis, durante o trabalho de parto, ao se cortar o cordão umbilical, o prepúcio  foi lesionado, e a situação foi corrigida com o procedimento habitual de circuncisão do bebê“.

Por fim, o hospital iniciou uma investigação interna e está sendo apoiado pelas autoridades mexicanas.

1303

Fonte e imagens: terra/jornalciencia

 


Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Novidades

Topo