Animais

Coisa fofa: o morcego loiro





Este simpático morceguinho com os pelos cor de ouro é uma espécie endêmica do Cerrado Boliviano. Isso significa que ele só existe lá. Até o ano passado acreditava-se que esse morcego pertencia à espécie Myotis simus, que é encontrada em vários países sul-americanos. Porém os cientistas Dr. Ricardo Moratelli, da Fundação Oswaldo Cruz (RJ) e o Dr Don Wilson, do Instituto Smithsoniano (EUA), descobriram que ele é uma espécie diferente – e nova!

O morcego dourado então ganhou seu nome científico: Myotis midastactus. Midastactus significa “toque de Midas” e é uma referência à antiga lenda grega do rei Midas, cujo toque transformava qualquer coisa em ouro.


Assim como grande parte das espécies de morcegos, o Myotis midastactus não se alimenta de sangue. Ele prefere pequenos insetos e dorme durante o dia em tocas no chão, em árvores ocas ou telhados de palha.

Um fato curioso é que os pesquisadores responsáveis pela descrição da nova espécie não conseguiram capturar o animal na natureza – apesar da excursão de dois meses para tentar encontrá-lo. A descoberta da nova espécie foi possível graças as coleções de museus, onde estão guardados vários exemplares de muitas espécies de morcegos.

morcego

Midastactus significa “toque de Midas” e é uma referência à antiga lenda grega do rei Midas, cujo toque transformava qualquer coisa em ouro. Foto: bbc

myotis

Assim como grande parte das espécies de morcegos, o Myotis midastactus não se alimenta de sangue. Ele prefere pequenos insetos e dorme durante o dia em tocas no chão, em árvores ocas ou telhados de palha. Foto: featuredcreature

ricardo

Dr. Ricardo Moratelli e a coleção do Museu Nacional de História Natural de Smithsonian, EUA. Foto: Smithsonian

 

Fonte: bbc e smithsonianscience

Novidades

Topo