Boa notícia para os fanáticos por café: Beber café pode proteger seu DNA

O café é associado com uma variedade de benefícios (e malefícios) para a saúde. Alguns dos benefícios são a promoção de um coração saudável, a proteção contra diabetes do tipo 2 e a doença de Parkinson, redução do risco de câncer de pele, entre outros. Agora pode ser que mais um item seja adicionado a essa lista. Cientistas descobriram que beber café regularmente pode contribuir para a integridade do nosso DNA.

Durante a pesquisa, os cientistas descobriram que aqueles que consomem o café, que é rico em compostos ativos, tiveram menos quebras no DNA de leucócitos do sangue, quando comparado ao grupo controle. Uma pesquisa anterior mostrava que consumo de café era associado a redução de danos nesse mesmo tipo de células sanguíneas, chamado de dano oxidativo. O novo estudo vem reforçar essa ideia, apesar de ter sido pequeno e feito somente com homens.

Os benefícios causados pelo café acontecem devido à grande quantidade de compostos bioativos em sua composição. Quando processado, como por exemplo na fase de torra, o café ganha ainda mais desses compostos. São essas substâncias que colaboram na boa reputação do café, pois são conhecidas por serem antioxidantes e com propriedades ant-inflamatórias. O ácido cafeoilquínico, que é uma delas, aumenta os níveis de enzimas nas células e também degrada moléculas nocivas.

Essas moléculas nocivas que são altamente reativas, são produzidas naturalmente pelo nosso organismo, e quando não são degradadas com eficiência podem causar problemas. Elas induzem a quebra de DNA e podem danificar proteínas celulares. Quando o dano causado por elas é extenso, pode surgir mutações que acabarão gerando um câncer. Sendo assim, o ácido cafeoilquínico presente no café pode colaborar com a diminuição das quebras de DNA, evitando diversos problemas.

Durante a pesquisa, os cientistas descobriram que aqueles que consomem o café, que é rico em compostos ativos, tiveram menos quebras no DNA de leucócitos do sangue, quando comparado ao grupo controle.
Durante a pesquisa, os cientistas descobriram que aqueles que consomem o café, que é rico em compostos ativos, tiveram menos quebras no DNA de leucócitos do sangue, quando comparado ao grupo controle. Foto: lounge

O estudo foi feito com 84 homens saudáveis, sendo que metade ingeria 750 ml de café por dia durante 4 semanas, enquanto a outra metade ingeria a mesma quantidade de água. Todos foram orientados a manter seus hábitos alimentares e o tinham uma quantidade de sangue recolhido em intervalos regulares, 2 horas após a ingestão de água ou café. No início do estudo os dois grupos apresentaram resultados semelhantes, mas durante as 4 semanas as quebras no DNA aumentaram no grupo que tomava água, enquanto no grupo que tomava café elas diminuíram. O resultado final mostrou uma diferença de 27% de quebras no DNA para menos no grupo que tomava café. Isso não significa que só tomar café vai te manter saudável, mas pode mostrar que ingerindo essa bebida você pode evitar ou retardar doenças associadas a esse tipo de problema.

Tomando-cafe-cor-567x340
Quando o dano causado por elas é extenso, pode surgir mutações que acabarão gerando um câncer. Foto: atribunamt

Fonte: iflscience e ncbi