Curiosidades

Por que ficamos arrepiados quando ouvimos uma música que causa emoção?



Por que ficamos arrepiados quando ouvimos uma música que causa emoção? (Tainan Elioenai)

Com certeza, maiorias das pessoas já relataram a experiência de sensação de arrepios quando ouviu uma determinada música, Tainan. No entanto, os estudiosos do assunto mencionam relatos de pessoas que nunca experimentaram essa sensação.


Os arrepios em resposta a música estão associados com as nossas emoções, mais especificamente com a maneira como decodificamos essa música. Em 1999, Robert Zatorre demonstrou em seus estudos a presença de uma rede cerebral funcional especificamente relacionada a respostas emocionais à música. Diversos estudos subsequentes foram publicados e, recentemente, o campo da neurociência, através de tecnologias de neuroimagem, como a Ressonância Magnética, vem intensificando as  pesquisas sobre o efeito que a música provoca no cérebro. Neurocientistas chegaram até a estabelecer a neurociência da música como uma especialidade da neurociência cognitiva.

De maneira geral. A ciência explica que a música estimula a região cerebral do sistema límbico (área responsável pelas emoções e comportamentos sociais). Essa área do cérebro também ativa a liberação de dopamina. A dopamina é um hormônio neurotransmissor associado com sistema de prazer e recompensa do cérebro. Enquanto ouvimos uma música familiar que apreciamos, há uma liberação da dopamina em frações de segundos que antecedem o “auge” emocional e, em seguida, temos a sensação de um arrepio de prazer. O pequeno intervalo de tempo é denominado de período antecipatório, proveniente de expectativas criadas pelo indivíduo sobre a música e seu imaginário.

large

. Foto: weheartit

Pesquisadores também observaram que há uma relação entre o núcleo accumbens (parte da via dopaminérgica mesolímbica) e o córtex auditivo. A relação baseia-se no que foi aprendido e armazenado no decorrer da vida. De acordo com alguns pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, as pessoas que apresentam uma personalidade curiosa e mais aberta a novas experiências, são mais propensas a ter arrepios quando ouvem determinadas musicas.

Fontes: sciencedaily DA SILVA ARAÚJO, Celinnayra; SEQUEIRA, Bianca Jorge. A relação da música com a neurociência e o seu efeito no cérebro sobre as emoções.  HARRISON, Luke; LOUI, Psyche. Thrills, chills, frissons, and skin orgasms: toward an integrative model of transcendent psychophysiological experiences in music.  NUSBAUM, Emily C.; SILVIA, Paul J. Shivers and timbres: Personality and the experience of chills from music. VENANCIO, Tatiana. Desvendando os mecanismos do prazer de ouvir música. Este texto é de autoria da Bióloga Ceila Cintra.

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.