Animais

Veterinário dá vodka para cão envenenado e salva sua vida [vídeo]

Veterinário dá vodka para cão envenenado e salva sua vida [vídeo]
Esse texto foi útil para você?

Na Austrália, um filhote de cão da raça Maltês terrier, chamado Charlie, esteve bem próximo à morte após ser intoxicado por consumir um fluido presente em freios de carro, o etilenoglicol.

Charlie foi levado ao hospital e rapidamente o veterinário teve a ideia de fazê-lo beber vodka.  Se o procedimento não fosse realizado rapidamente o filhote teria morrido em um dia, pois a intoxicação causaria insuficiência renal.


O cão teve que ingerir a bebida por 48 horas, em doses sucessivas, totalizando 700ml, para que a vodka neutralizasse a substância, já que o álcool é capaz de inibir os efeitos químicos no fígado que causam a insuficiência renal. E a bebida foi introduzida no animal através de um tubo que se estendia do nariz até seu estômago.

A dona do filhote, Jacinta Roseware, ficou surpresa com os efeitos apresentados por Charlie, pois assim como pessoas quando ingerem grande quantidades de álcool, o cãozinho ficou bêbado. Ela disse: ‘‘ele estava definitivamente bêbado. Ele estava tropeçando, eu iria para orientá-lo e ele me empurrava para longe como uma pessoa bêbada normal, ele estava vomitando um pouco, lamentando-se como um bêbado.” E no outro dia estava com uma grande ressaca.

067-1

O cão teve que ingerir a bebida por 48 horas, em doses sucessivas, totalizando 700ml, para que a vodka neutralizasse a substância, já que o álcool é capaz de inibir os efeitos químicos no fígado que causam a insuficiência renal. Foto: Dailymail

Mesmo situação como bêbado não ter sido uma das melhores para o pequeno cachorro, essa foi a forma mais eficaz, no momento, de salvar a sua vida. Apesar de parecer algo inusitado, outros casos como esse já foram apresentados. Um exemplo é de outro cão, chamado Cleo, da raça staffordshire e também da Austrália, que foi salvo de intoxicação através do consumo de álcool.

Este ingeriu um produto que saía do radiador de um veículo. O veterinário utilizou uma garrafa de vodka, Smirnoff 21, que possui 37,5% de álcool, que estava no veículo de um dos funcionários da clínica. O procedimento foi semelhante ao de Charlie, em que foi introduzido 250 ml da bebida pelo nariz do animal. E ele também se recuperou.

067

Mesmo situação como bêbado não ter sido uma das melhores para o pequeno cachorro, essa foi a forma mais eficaz, no momento, de salvar a sua vida. Foto: Dailymail

Fonte: dailymailvalemsdicasdocaojornalciencia

Este texto é de autoria da Bióloga Nayara Castro


Novidades

Topo