Especialistas alertam que não é bom segurar o espirro

“Faz mal segurar o espirro?” (Jean Alves)

Quando uma partícula estranha penetra em nosso sistema respiratório, o organismo faz de tudo para expulsá-la. Um dos mecanismos de defesa que ele encontra para isso é o espirro. O nervo trigêmeo (responsável pela sensibilidade e pelo controle motor da face) reconhece a irritação e avisa da presença de substâncias estranhas no nariz ao cérebro. Este reage, fazendo com que os músculos das costas e abdômen se contraiam, provocando a saída rápida de ar. Esse ar é lançado pelas vias respiratórias a, aproximadamente, 160 km/h.

Agora imaginem o que ocorre quando prendemos um espirro em andamento? Isso mesmo. A pressão se volta para o corpo. O recomendado por otorrinolaringologistas é que não se segure o espirro.

Mas, e se não seguirmos essa recomendação, isso pode nos causar algum dano? Depende. A maioria dos casos de lesões ocorre eventualmente se já houver alguma alteração anatômica no organismo. Porém não sabemos se somos prósperos sequelados. Um espirro inibido pode causar:

  • Lesões no músculo diafragma;
  • Arrebentar um vaso sanguíneo na esclerótica (branco dos olhos), causando hematomas doloridos ao redor da íris;
  • Romper seu tímpano ou outra lesão interna no ouvido, que poderia acarretar em vertigem, tontura e até perda de audição;
  • Enfraquecer um vaso sanguíneo no cérebro e causar a sua ruptura posterior quando se elevar momentaneamente a pressão arterial.

Uma curiosidade: Em abril de 2012, uma australiana deslocou duas vértebras ao inibir um espirro!

Portanto, não deixem de espirrar por vergonha ou considerar falta de educação.  Apenas utilizem um lenço (ou mangas da camisa) para proteger você e as outras pessoas ao redor do muco que será lançado pelo espirro.

espirro
Agora imaginem o que ocorre quando prendemos um espirro em andamento? Isso mesmo. A pressão se volta para o corpo. O recomendado por otorrinolaringologistas é que não se segure o espirro. Foto: bolsademulher
Fonte: livescience e drauziovarella