Curiosidades

Entenda como funcionam os testes de farmácia para gravidez

Toda mulher com a vida sexualmente ativa já passou por momentos, onde apesar de se cuidar, houve uma curiosidade de saber se o atraso na menstruação era algo normal e fisiológico, ou se representava o principal sintoma de gravidez e por isso recorreram aos testes de gravidez de farmácia.

 Os testes de gravidez de farmácia existem desde 1970 e estão cada vez mais confiáveis. Hoje em dia apresentam até 99% de eficácia, pois possuem alta especificidade, ou seja, eles são bastantes específicos para detectar a presença do hormônio gonadotrofina coriônica (mais conhecido como beta hCG) na urina – isso porque o hormônio que está circulante no sangue é filtrado pelo rim e depois é eliminado pela urina, podendo então ter sua quantidade medida.

 O hormônio beta hCG é produzido após a implantação (fertilização) do feto no útero da mãe e sua quantidade, tanto no sangue quanto na urina, aumentam muito rapidamente, podendo dobrar a cada dois ou três dias no inicio da gestação. Esse hormônio é produzido inicialmente pelas células que formarão a placenta materna e em seguida é produzido também pelo feto.

 Normalmente os testes de farmácia são negativos quando apenas uma linha aparece, e positivos quando duas linhas aparecem pintadas na tirinha de papel. Isso porque a primeira linha é chamada de controle e deve mudar de cor para mostrar que o teste está funcionando. A segunda linha é a que deve detectar o hormônio beta hCG na urina e assim, demonstrar ou não se a mulher será uma futura mamãe.

 Cada teste tem o seu jeito único de ser feito, por isso as observações dos fabricantes devem ser seguidas, além de observarmos sempre a data de validade. Muitos testes de farmácia podem ser feitos com apenas um dia do atraso menstrual, mas aconselham-se que sejam feitos após uma semana de atraso.

2012-12-20-08-20-51

Normalmente os testes de farmácia são negativos quando apenas uma linha aparece, e positivos quando duas linhas aparecem pintadas na tirinha de papel. Foto: confessionariomaterno

Alguns testes de farmácia podem apresentar um resultado falso negativo por ser feito ainda muito cedo, então é aconselhável que caso o resultado seja negativo e a menstruação não ocorra dentro de dois dias, o teste seja refeito – isso porque a ovulação da mulher ocorre normalmente de 21 em 21 dias, mas esse intervalo de tempo pode variar.

Caso a segunda linha apareça bem fraca, também é recomendável aguardar dois dias e repetir o teste, e somente se der positivo na segunda vez, o resultado está confirmado. Em alguns raros testes podem apresentar resultados falso positivos: quando a mulher sofre um aborto, caso a mulher tome algum medicamento que possua o hormônio beta hCG na sua composição, algum tumor que secrete o hormônio beta hCG ou caso o teste esteja vencido. Muito raramente os testes positivos estarão errados, normalmente o resultado positivo é confirmatório e os papais podem sair comemorando a nova vida que está por vir!

A segunda linha é a que deve detectar o hormônio beta hCG na urina e assim, demonstrar ou não se a mulher será uma futura mamãe. Foto: trocandofraldas

A segunda linha é a que deve detectar o hormônio beta hCG na urina e assim, demonstrar ou não se a mulher será uma futura mamãe. Foto: trocandofraldas

Fontes: babycentermdsaude e minhavida

Este texto é de autoria da biomédica Tânia Paradinha.

Novidades

Topo