Curiosidades

Agora a coisa ficou séria: Bafômetro de maconha

É expressamente proibido dirigir sob efeito de qualquer droga ilegal e sob efeito do álcool. Porém os policiais durante uma blitz só conseguem provar que o motorista ingeriu álcool graças ao bafômetro. As outras drogas necessitam de um exame de sangue para a comprovação de que foram usadas, e isso pode levar até 24 horas. Porém isso era o que acontecia, pois em breve será possível fazer um teste imediato para saber se o motorista usou cannabis (maconha).

Pesquisadores da Universidade do Estado de Washington veio com o bafômetro portátil para detectar THC, o ingrediente psicoativo da cannabis. O aparelho usa a mesma tecnologia utilizada por profissionais de segurança nos aeroportos para a detecção de drogas e explosivos. Mas a utilização do aparelho só será utilizada para uma primeira análise, já que o exame de sangue tem que ser feito para utilização como prova em tribunal.


Dirigir sob o efeito de canabbis é proibido porque afeta a habilidade de condução das pessoas, e diminui o tempo de reação. Outros sintomas que o uso da substância pode causar são náusea, dor de cabeça e algumas vertigens, que poderiam influenciar no modo como o motorista dirige. Além disso pode afetas a capacidade de concentração do indivíduo, aumentando as chances deste causar um acidente na estrada.

A polícia no estado de Washington nos Estados Unidos está ansiosa, visto que um quarto das amostras de sangue de motoristas na área no ano passado testou positivo para maconha. A cannabis é legalizada em Washington há dois anos, e a partir dessa data houve aumento de 25% no número de motoristas que testaram positivo para a substância.

fumar-maconha

O aparelho usa a mesma tecnologia utilizada por profissionais de segurança nos aeroportos para a detecção de drogas e explosivos. Foto: diariodecasal

Fonte: dailymail


Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Novidades

Topo