O que acontece com nosso corpo quando vomitamos?

“Gostaria de saber o que acontece no nosso corpo quando vomitamos, como esse processo acontece.’’ (Eliza Borges)

Eliza, nosso sistema digestivo é essencial na fisiologia do organismo te tem importantes funções relacionadas à nutrição dos indivíduos como: aproveitamento de substâncias dos alimentos; transformação mecânica e química de alimentos ingeridos; transporte alimentar; eliminação de resíduos alimentares que não foram digeridos ou absorvidos.

O bolo alimentar passa por um trajeto até chegar ao seu destino final, o ânus. Este constitui-se das seguintes etapas: mastigação (processo onde os alimentos serão triturados e lubrificados); deglutição (o alimento é empurrado para o sistema digestório onde acontecerá todo o processo digestivo). O vômito nada mais é do que a volta do alimento por todo esse trajeto. Esse processo faz parte da defesa fisiológica do organismo ou pode fazer parte de distúrbios orgânicos ou fisiológicos.

O vômito é, então, a expulsão do conteúdo gástrico pela boca, geralmente acompanhado de contração violenta na musculatura abdominal e geralmente, após o vômito, existe uma sensação de desconforto na região epigástrica, sendo denominada de náusea ou enjoo.

Geralmente o vômito é precedido pela acumulação de quantidade considerável de saliva misturada com ar, na porção inferior do esôfago, o que causa certa distensão. Em seguida, a respiração sofre uma parada e o diafragma é deprimido, com consequente estiramento do esôfago. Ao mesmo tempo, há uma contração da musculatura abdominal, que comprime o estômago contra o diafragma, ocorrendo um relaxamento da cárdia. A cabeça se lança para a frente e o conteúdo gástrico é ejetado para o exterior. É a contração da musculatura abdominal que fornece energia para a eliminação do conteúdo do estômago.

20140922113540-4740
O vômito é, então, a expulsão do conteúdo gástrico pela boca, geralmente acompanhado de contração violenta na musculatura abdominal e geralmente, após o vômito, existe uma sensação de desconforto na região epigástrica, sendo denominada de náusea ou enjoo. Foto: Reprodução/unt

O processo do vômito é controlado por um centro nervoso que localiza-se na medula. As fibras aferentes para esse centro podem provir de diferentes pontos do organismo. Outro importante contingente de fibras aferentes provém do estômago e duodeno. E algumas substâncias, ditas eméticas (que induzem o vômito), estimulam essas fibras. Uma estimulação rítmica do labirinto, como a causada por movimentos de veículos (doença do movimento), pode causar vômito.

Fontes: auladeanatomiabiomania e ebah
Este texto é de autoria da Bióloga Nayara Castro