Curiosidades

O que acontece com as baterias e componentes de celulares que jogamos nos coletores? [vídeo]

“O que são feitas com as baterias de celular que jogamos nos coletores? Elas são reaproveitados? São desmontados e descartados? (Ana Paula Nascimento)”

As baterias e componentes de celular possuem em sua composição elementos tóxicos como lítio, cobre, manganês, ferro, alumínio, cobalto e níquel. E não são perigosas apenas as baterias: a pilha comum, geralmente, é composta por três metais pesados (zinco, chumbo e manganês) e outras substâncias perigosas como o cádmio, o cloreto de amônia e o negro de acetileno. Sem falar do mercúrio, uma das substâncias mais tóxicas conhecidas, presente nas pilhas alcalinas.


Além de serem prejudiciais para a saúde humana, os componentes das baterias são extremamente nocivos para o meio ambiente. Uma vez em contato com a natureza, esses elementos contaminam solo e água e se acumulam nos corpos de animais causando tumores e mutações.  Por isso é muito importante realizar o descarte correto das baterias de celular, bem como das pilhas e baterias comuns.

Após o descarte das baterias de celular nos pontos de coleta, dá-se início um processo chamado logística reversa que é definido pela Lei 12.305/10 como “instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”. Ou seja, é o processo de reciclagem onde o resíduo sólido (lixo) é reaproveitado e o que não pode ser mais utilizado tem um destino ambientalmente correto.

recycle_cell_phones

As baterias e componentes de celular possuem em sua composição elementos tóxicos como lítio, cobre, manganês, ferro, alumínio, cobalto e níquel. Foto: Reprodução/itgsuperstar

Os componentes das baterias possuem um alto valor econômico e são separados através de processos químicos. O Brasil não possui tecnologia para separar todos os componentes dos celulares e baterias, por isso, parte é separada aqui e o que sobra é enviado para empresas estrangeiras. Dessa forma, todo o celular pode ser reciclado! Mesmo assim, apenas cerca de 3% de todo o volume de celulares e baterias fabricados no Brasil são enviados para a reciclagem.

Voltando às baterias, seus componentes podem ter os seguintes destinos: cobalto, níquel, cobre, cromo, ferro e alumínio podem ser recuperados e transformados em novos produtos, como baterias, alto-falantes e aço inoxidável. O zinco e o manganês podem ser utilizados na agricultura para corrigir o solo e aumentar a produção.

ecocel_composição

Apenas cerca de 3% de todo o volume de celulares e baterias fabricados no Brasil são enviados para a reciclagem. Foto: Reprodução/atitudesustentavel

O Programa Globo Ecologia, da TV Futura, exibiu uma reportagem sobre o processo de reciclagem do lixo eletrônico. Assista:

Fontes: ecycle e portaldomeioambiente


⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Novidades

Topo