Animais

Conheçam as mais incríveis raposas conhecidas no mundo



As raposas são mamíferos e onívoros pertencentes à família Canidae. Suas características físicas mais marcantes são seu focinho fino e alongado, a cauda peluda e as orelhas eretas. Outras características variam seguindo as adaptações ao habitat onde esses animais vivem. Uma raposa selvagem pode viver até 10 anos, mas a maioria sobrevive por apenas 2 ou 3 anos devido à caça, atropelamentos e doenças.

Atualmente, cerca de 37 espécies são conhecidas, e somente 12 pertencem ao gênero Vulpes, as chamadas “raposas verdadeiras”. Antigamente, era comum a caça à raposa, sendo considerada uma tradição tanto Inglaterra quanto na Escócia. Mas foi proibida caça nesses dois lugares.  Entretanto, em alguns países, como por exemplo, Estados Unidos e Rússia, muitas raposas e fenecos são vendidos como animais de estimação.


 

Conheça abaixo as raposas mais belas e conhecidas:

 

  1. Feneco  (Vulpes zerda, anteriormente Fennecus zerda)

Também são conhecidos como raposas-do-deserto, são animais pequenos, medindo em média, 20 cm de altura e 40 cm de comprimento. A cauda pode medir até 15 cm. Possuem orelhas grandes, para perder calor mais rapidamente, pois seu habitat são regiões desérticas, semidesérticas e montanhosas do norte da África e da Península Arábica. Dentre todas as espécies de raposas, os fenecos são os menores. Possuem pelos cor de areia para ajudá-lo a se esconder no deserto.

Sua dieta é baseada em insetos, lagartos, pequenas aves e ovos, além de algumas plantas, sua única fonte de água vem dos alimentos e ela pode passar longos períodos sem ingerir nenhum líquido. O feneco é, atualmente, também um animal de estimação. Em alguns países, é permitida a sua criação em cativeiro.

Curiosidade: Aos que gostam de desenhos animados devem ter notado uma semelhança com o pokémon Eevee, e não é mera coincidência. Esse Pokémon foi baseado na raposa feneco.

5

Possuem orelhas grandes, para perder calor mais rapidamente, pois seu habitat são regiões desérticas, semidesérticas e montanhosas do norte da África e da Península Arábica. Foto: Reprodução/vocerealmentesabia

 

  1. Raposa-vermelha (Vulpes vulpes)

A raposavermelha tem médio porte, com os pelos geralmente castanho-avermelhado, quando adultos. Os filhotes têm a pelagem castanho-escura, somente após 6 meses, é que a coloração fica igual aos adultos. Seu tamanho varia de 90 cm de comprimento à 1,38 m de comprimento, da cabeça à extremidade da cauda. Possuem orelhas pontiagudas e pretas atrás e focinho estreito.

Pode ser encontrada da América do Norte à Eurásia e, em esparsas populações, no norte da África. Podem ser vistas na Austrália, onde foram introduzidas para controlar populações de  coelhos. Vivem em grupos, geralmente um macho adulto e várias fêmeas. Possuem hábitos noturnos e crepusculares (exceto em lugares de pouca movimentação, onde pode ser vista durante o dia). Alimenta-se de pequenos animais e pode ter cerca de 20 esconderijos para comida que jamais são esquecidos.

Em alguns países da Europa e Estados Unidos, sua caça é liberada nos meses de outubro a fevereiro. Vale ressaltar que a caça excessiva e a destruição de seu habitat natural podem, contudo, colocar em risco a existência desse animal.

211723__red-fox_p

Os filhotes têm a pelagem castanho-escura, somente após 6 meses, é que a coloração fica igual aos adultos. Foto: Reprodução/forwallpaper

  1. Raposa-mármore (Vulpes vulpes)

A raposa-mármore é mais conhecida como Marble fox ou arctic marble fox. Possui uma pelagem que chama muito atenção, porém, é a mesma espécie que a raposa-vermelha. A variação da pelagem aconteceu graças a melhoramentos genéticos feitos pelo homem, que alterou a cor, gerando uma nova variação.

raposa-marble

A raposa-mármore é mais conhecida como Marble fox ou arctic marble fox. Possui uma pelagem que chama muito atenção, porém, é a mesma espécie que a raposa-vermelha. Foto: Reprodução/raznoepoleznoe

 

  1. Raposa-cinzenta (Urocyon cinereoargenteus)

Esta raposa é uma espécie que habita um território compreendido deste a região sul do Canadá, passando por vários estados da América, ao Norte da Venezuela e Colômbia. São considerados os mais primitivos dentre os canídeos vivos. Pode chegar a 112 cm de comprimento e são ótimos escaladores de árvores por possuírem garras adaptadas, fortes em forma de gancho. Têm hábitos noturnos ou crepuscular e fazem tocas em árvores ocas.

São caçadores solitários, atacando frequentemente coelhos, ratazanas e aves. Alguns representantes dessa espécie, os que vivem na região oeste dos EUA, são primariamente insetívoros e herbívoros, comendo insetos e vegetação, respectivamente.

gray

São considerados os mais primitivos dentre os canídeos vivos. Foto: Reprodução/observationdeck

 

  1. Raposa-prateada (Vulpes vulpes)

Trata-se de uma variação da raposa-vermelha, e, portanto, pertence à mesma espécie. Sua coloração diferenciada ocorre devido ao melanismo, em que o indivíduo possui uma alteração genética natural, fazendo com que o mesmo tenha uma quantidade extra de melanina, um pigmento natural responsável pela coloração do corpo.

Estão presentes no mesmo habitats que as raposas-vermelhas e possuem os mesmos hábitos alimentares.

prateada

Sua coloração diferenciada ocorre devido ao melanismo, em que o indivíduo possui uma alteração genética natural, fazendo com que o mesmo tenha uma quantidade extra de melanina, um pigmento natural responsável pela coloração do corpo. Foto: Reprodução/wikimedia

  1. Raposa-do-ártico (Alopex lagopus)

Também conhecida por raposapolar, é um canídeo de  pequenas dimensões, medindo até 1 m de comprimento. Habitante do Hemisfério Norte, ele é considerado atualmente como o único membro do gênero Alopex. Sua pelagem varia conforme a estação do ano, branca no inverno e castanho-parda no verão. Possui orelhas pequenas revestidas de pelo que ajudam a reter o calor. A cauda é pequena, espessa e densa. Alimenta-se de lemingues, ratos, pequenos mamíferos, caranguejos e peixes na costa, bem como aves marinhas e seus ovos.

1782_1nmfa_102d

Sua pelagem varia conforme a estação do ano, branca no inverno e castanho-parda no verão. Foto: Reprodução/garykramer

  1. Cross fox (Vulpes vulpes)

Essas raposas também é uma variação da raposa-vermelha. A variação mais rara desta espécie. Dentre as variações possíveis, essa é a mais comum observada. Possuem os mesmo hábitos e habitats.

flat,550x550,075,f.u3

Essas raposas também é uma variação da raposa-vermelha.É a variação mais rara desta espécie. Foto: Reprodução/redbubble

800px-Vulpes_vulpes_colour_variations

Variações da espécie Vulpes vulpes taxidermizadas. Observem como ocorrem as mutações na pelagem. Foto: Reprodução/wikipedia

 

Fontes: RaposaFeneco , Raposa-vermelhaAlopex_lagopusGray_fox

Este texto é de autoria do Biólogo Paulo Alex

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.