Animais

Descoberto um novo mamífero do tamanho de um rato que tem o DNA semelhante ao dos elefantes.

O nome dele é musaranho-elefante (Macroscelides micus), um pequenino mamífero a pouco descoberto em uma formação vulcânica antiga no deserto da Namíbia, na África.

Parecido com um ratinho (mas não é um roedor) compartilha mais DNA com mamíferos grandes do que compartilha com seus parentes mais próximos. As diferenças visíveis desta espécie para os seus primos são bem sutis, como por exemplo, o seu tamanho (19 cm de comprimento e 28 gramas) e a coloração ferrugem de sua pelagem. Essas características também ajudam nosso pequeno mamífero a se camuflar pelos ambientes rochosos onde vive.


Os pesquisadores da Academia de Ciências da Califórnia encontraram-nos sem querer enquanto estudavam outras espécies de musaranho, no sudoeste da África. Quando viram essas criaturinhas, suspeitaram que pudesse ser algo novo e começaram a estudá-las. Foram seis anos de estudos para confirmar o achado. Acredita-se que essa espécie não tenha sido encontrada antes por habitar em uma área tão inóspita. E por isso, o torna um animal tão especial.

y6por7o-s900x663-411302

O nome dele é musaranho-elefante (Macroscelides micus), um pequenino mamífero a pouco descoberto em uma formação vulcânica antiga no deserto da Namíbia, na África. Foto: Reprodução/phununews

Os resultados de tais estudos foram publicados no Journal of Mammalogy, neles os cientistas afirmaram que a única ligação visível entre os paquidermes e o pequeno musaranho é seu nariz numa tromba. Esse longo focinho é típico de várias espécies de musaranho, que a utiliza para procurar alimentos, insetos no geral. Geneticamente, porém, o musaranho-elefante é bastante diferente das outras espécies do gênero Macroscelidea, mas estreitamente ligados a elefantes e peixes-boi.

É incrível como ainda há espécies esperando para serem descobertas no nosso planeta.

Etendeka-round-eared-sengi-Macroscelides-micus-2

Parecido com um ratinho (mas não é um roedor) compartilha mais DNA com mamíferos grandes do que compartilha com seus parentes mais próximos. Foto: Reprodução/ sengis

image_2027e-Macroscelides-micus

Os resultados de tais estudos foram publicados no Journal of Mammalogy, neles os cientistas afirmaram que a única ligação visível entre os paquidermes e o pequeno musaranho é seu nariz numa tromba. Foto: Reprodução/sci

Fonte: dailymail e natureworldnews
Artigo: John P. Dumbacher et. al

Novidades

Topo