Sua saúde

Fique de olho, flash fotográfico ajuda a identificar câncer de retina

Câncer na retina: flash fotográfico pode identificar retinoblastoma

Sabe aquele vermelho que aparece em nossos olhos quando tiramos uma foto com flash? Ele pode representar a saúde da nossa retina (parte do olho responsável pela visão). Isso porque  há um tipo de câncer na retina pode ser diagnosticado precocemente quando através de um flash fotográfico o reflexo do olho fica branco.

Este câncer, conhecido como retinoblastoma, um tipo de tumor maligno que se manifesta principalmente em crianças. O reflexo do flash fotográfico cria um aspecto na foto conhecido como leucocoria (semelhante ao “reflexo branco” ou “reflexo do olho de gato”). Isso decorre do descolamento de retina causada pela massa do tumor, com sua possível visualização através da pupila.

Um diagnostico precoce pode garantir que a visão da criança seja salva. O diagnostico tardio pode levar a perda de visão, perda de globo ocular (existe cirurgias que substituem o globo ocular) e até a morte. Além da leucocoria, outros sintomas que podem estar associados a doença são o estrabismo (olhar vesgo), deformação do globo ocular, muita sensibilidade a luz, dificuldade de enxergar, etc…




O retinoblastoma pode ser hereditário ou não, caso seja hereditária é decorrente de uma mutação genética no cromossomo 13. Pode afetar apenas um olho ou os dois olhos. A criança pode nascer com o tumor ou ele pode ir se desenvolvendo alguns dias após o seu nascimento. Como fatores externos podem levar ao surgimento do tumor, o ideal é sempre ficar atento e fazer um acompanhamento oftalmológico.

Por ser um tipo de câncer, o tratamento do retinoblastoma pode ser feito com quimioterapia, radioterapia, cirurgia, tratamentos oftalmológicos locais que utilizam laser, e até a retirada do globo ocular em casos mais graves.

Sobre a retina



A retina é a camada mais interna do olho e é composta por 10 camadas celulares. É na retina que a informação luminosa se transforma em sinal elétrico para ser interpretado pelo cérebro. Seu funcionamento é bem parecido com o de uma câmera fotográfica, que capta a imagem no filme através da incidência da luz pela lente. A luz entra pela pupila, passa pelo cristalino e segue em direção à retina. Quando a imagem chega nela, está menor e de cabeça para baixo, sendo corrigida pelo cérebro.

Câncer na retina: flash fotográfico pode identificar retinoblastoma

O retinoblastoma, um tipo de tumor maligno que se manifesta principalmente em crianças, pode ser diagnosticada precocemente quando através de um flash fotográfico o reflexo do olho da criança fica branco, parecendo um olho de gato, este fenômeno é chamado de leucocoria. Foto: jcabral



Fonte: tuccafolha e drauziovarella
Este texto é de autoria da biomédica Tânia Paradinha.
Topo