Animais

Algumas fêmeas têm atitudes promíscuas para proteger os filhotes



Embora pareça estranho para nós, é um comportamento normal de várias espécies de mamíferos matarem as crias de outros do mesmo grupo. Esse fato se dá porque um novo macho dominante (ou macho-alfa) quer criar sua própria prole, e com isso, põe fim a vida de filhotes que não são seus. Essa é a principal causa de mortalidade de filhotes, principalmente entre roedores e primatas. Observando que, ainda há o infanticídio daqueles nascidos com anomalias.

Então, de acordo com estudo realizado pelo Departamento de Zoologia da Universidade de Cambridge e da Universidade de Montpellier, as fêmeas desenvolveram uma tática para defender sua prole: Elas têm vários parceiros sexuais! Assim elas confundem o macho quanto a sua paternidade. Então sem saber se é o pai de verdade ou não, o macho não agride o filhote e ainda o protege.


Compararam 260 espécies de mamíferos, e viram que, ao menos 119 matam ­seus próprios filhotes com base nessa estratégia. Também concluíram que, o infanticídio ocorre apenas em espécies em que a reprodução é reduzida aos dominantes e quando a fêmea é fértil em qualquer época do ano. Ainda sugerem que, em alguns grupos, matar a cria faz com que a fêmea volte a ficar fértil mais rápido o que aumenta a chance de outro macho acasalar com ela e a fecundar.

Outro aspecto desse estudo é, no mínimo, curioso: A equipe de pesquisadores constatou que testículos maiores que o proporcional são encontrados nas espécies que têm praticado o infanticídio ao longo de gerações. Por haver uma maior competição entre os machos, isso faz com que seus testículos aumentassem de volume, para conter mais esperma. Assim haverá mais probabilidade de fertilizar a fêmea. Lêmures, por exemplo, tem os testículos inchados de  5 a 10 vezes durante a época de acasalamento.

Esses mecanismos parecem desalmados, visto por nós, mas são estratégias adaptativas para a sobrevivência de alguns grupos de animais.

93369-050-9E02CEE6

As fêmeas desenvolveram uma tática para defender sua prole: Elas têm vários parceiros sexuais! Assim elas confundem o macho quanto a sua paternidade. Foto: britannica

 

Fontes: muyinteresante e sciencemag

 

 

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.