Sua saúde

“Quando fui no banheiro hoje, vi que minha urina está muito turva”: Veja algumas razões para a turbidez do seu xixi



Em absolutamente TODOS os casos em que o médico pede um EAS (exame de urina), ele é quem deve interpretar os resultados. Aqui só esclarecemos o básico e isso não substitui uma consulta médica em hipótese alguma.

Uma urina pode ser límpida (sem matéria sólida em suspensão, ou com muito pouca), ligeiramente turva (com quantidade mediana de matéria sólida em suspensão) ou turva (com muita matéria sólida em suspensão).


O que realmente preocupa, no caso de urina turva é o que está causando a nebulosidade. Para isso, existe o exame de urina chamado EAS (Elementos Anormais e Sedimento) onde na parte física do exame, são observadas as características físicas da urina, como o cheiro, cor, turbidez entre outros. Assim, quando uma urina apresenta-se turva, os laboratoristas sabem que somente uma análise de sedimento avaliará o motivo da turbidez.

O que muito preocupa as pessoas é a menção da presença de muco na urina. O muco é uma proteína fibrilar produzida pelo epitélio tubular renal e pelo epitélio vaginal. Não é considerado clinicamente significativo. Mas, o aumento da quantidade de filamentos de muco na urina costuma ser associado à contaminação vaginal.

Abaixo seguem algumas razões para que nossa urina esteja turva e/ou com filamentos de muco:

Desidratação: Beber pouca água pode afetar diretamente o exame físico da nossa urina. Uma das alterações é exatamente o aspecto turvo, embaçado, nebuloso o que pode ser um sinal de que o organismo não está hidratado adequadamente. A urina fica concentrada, escura, com cheiro forte e turva.

Infecção: A turbidez e presença de muco na urina, podem estar associados a uma ITU (infecção do trato urinário). O muco se forma a partir da camada interna do trato urinário e funciona como uma proteção e se ele está em grande quantidade, pode significar que uma infecção está em desenvolvimento. A turbidez também pode ser consequência da presença de piócitos (leucócitos) na urina, o que será necessários um exame de sedimento para comprovar.  Assim, quando o médico está diante de um resultado de exame de urina de aspecto turvo juntando a uma história clínica de desconforto abdominal, sensação de dor ao urinar, febre e náuseas, ele pode estar diante de uma ITU (Infecção do Trato Urinário).

Cálculo renal  (pedra nos rins):  Pessoas com quadro de cálculo renal, normalmente apresentam muco na urina e consequente turbidez. No entanto, uma urina turva não é um sintoma do diagnóstico de uma pedra nos rins. Primeiro, nem todos pedras nos rins vai causar urina turva, algumas pessoas com urina límpida também podem estar desenvolvendo pedra nos rins. Em segundo lugar, nem todos os casos de urina turva são causadas por uma pedra nos rins. A urina de quem está com cálculos renais geralmente tem um pouco de sangue, então é bom observar se a urina está turva e avermelhada, aí sim, existe grande chances do paciente estar com pedras no rins.

10_Leucocitos_e_bacterias

Urina de uma pessoa com infecção bacteriana do trato urinário. Mostrando piócitos (leucócitos) e as bactérias. Foto: Reprodução/ufsc

Alguns medicamentos e vitaminas: Alguns medicamentos e vitaminas que são solúveis em água são secretados pela urina deixando-a turva, em alguns casos. Altas vitamina B e C, também causam turbidez na  urina. Além disso, pessoas que tomam leite em demasia também podem apresentar muco na urina e consequente nebulosidade.

Gravidez: Durante a gestação a mulher poderá liberar certos nutrientes e minerais fazendo com que os exames sempre confirmem muco e turbidez na urina. Isso é normal, mas somente o exame de sedimento confirmará se não é um caso patológico

Para concluir: Uma urina normal é geralmente transparente, porém pode apresentar certa opacidade causada pela precipitação de uratos amorfos, cristais de oxalato de cálcio, ácido úrico, fosfatos amorfos e carbonatos. Diversos elementos podem causar a turvação da urina tais como células epiteliais escamosas e muco, principalmente na urina de mulheres; bactérias, leucócitos, hemácias, cilindros, sêmen, linfa, matéria fecal, levedura e, ainda, contaminantes externos (talco, cremes vaginais e material de contraste radiológico). A lipidúria (piócitos na urina) pode tornar a urina turva, inclusive com aspecto leitoso.

cristais

Uma urina normal é geralmente transparente, porém pode apresentar certa opacidade causada pela precipitação de uratos amorfos, cristais de oxalato de cálcio, ácido úrico, fosfatos amorfos e carbonatos. Foto: Reprodução/biomedicinapadrao

Fonte: portalfisiobiomed e omundodapatologiaclinica

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.